Kindle Paperwhite é bom, mas tela tátil decepciona

Compartilhe:

EMERSON KIMURA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

A Amazon começou a vender no Brasil o Kindle Paperwhite (R$ 479), seu modelo de e-reader mais avançado. As principais diferenças em relação ao Kindle básico, lançado por aqui no final do ano passado, são a tela sensível ao toque, a resolução maior e a iluminação embutida. São acréscimos bem-vindos, mas a implantação deles poderia ter desempenho melhor.

A iluminação é muito útil para a leitura em ambientes escuros, mas a tela não recebe luz de maneira uniforme. Nesse quesito, o Kobo Glo, seu principal concorrente, é melhor. O Paperwhite, por sua vez, permite um ajuste mais preciso da intensidade da luz –com um porém: não é possível apagá-la por completo durante a leitura.

A tela sensível ao toque responde bem à maioria dos comandos, mas toques rápidos não são registrados com precisão. O teclado exige uma digitação lenta.

O Kindle Paperwhite, leitor de livros eletrônicos da Amazon, durante o evento de lançamento brasileiro, em São Paulo
O Kindle Paperwhite, leitor de livros eletrônicos da Amazon, durante o evento de lançamento brasileiro, em São Paulo

A qualidade da imagem é um pouco decepcionante. A tela tem resolução maior que a do Kindle básico, mas essa vantagem é pouco pronunciada –devido basicamente ao baixo contraste e à falta de nitidez. Os caracteres são exibidos com uma tonalidade muito clara, e as bordas aparecem suaves demais.

A resolução do Paperwhite permite o uso de fontes tipográficas mais detalhadas e com exibição mais “limpa”. As curvas, por exemplo, têm aparência menos serrilhada, principalmente com letras pequenas. Ainda assim, sua legibilidade é inferior à do Kindle básico, que exibe letras mais escuras e com bordas mais abruptas, bem definidas. Por isso, opções de ajuste de contraste e nitidez seriam bons recursos a serem oferecidos no Paperwhite.

O hardware, no geral, é bom. O aparelho é leve, compacto e resistente. Tem aparência sóbria e, nas costas, textura emborrachada –que é agradável, mas suja com facilidade. Infelizmente, não tem botões físicos para trocar a página, ajustar o brilho ou voltar à tela inicial, que seriam bem convenientes.

O Kindle Paperwhite é vendido em duas versões. A mais barata (R$ 479) tem apenas conexão wi-fi; e a mais cara (R$ 699) inclui acesso a redes 3G em mais de cem países, sem necessidade de assinar um plano de dados.

A conexão 3G, apesar de bem limitada, pode ser usada para comprar e baixar conteúdo, sincronizar dados, traduzir trechos do livro (com a ferramenta embutida, que usa o Bing) e acessar a Amazon e a Wikipédia.

A versão com 3G pode ser útil para quem tem pouco acesso a redes wi-fi ou faz questão de conexão ubíqua e permanente pelo mundo. Para os outros, é difícil justificar a diferença de preço.

(Visited 13 times, 1 visits today)
Compartilhe:

29 thoughts on “Kindle Paperwhite é bom, mas tela tátil decepciona”

  1. Não tive oportunidade de usar o Kindle Paperwhite, mas já vi o Kobo Glo.
    Kobo Glo: Não gostei do touch, também achei lento, inclusive para virar as páginas. A iluminação é boa e pode ser desligada, e tem a vantagem de aceitar cartões de expansão de memória.
    Na comparação de qualidade de leitura, Kindle Paperwhite / Kobo Glo / Kindle 4 Non-Touch, fico com o último justamente por ter letras mais escuras.
    Prefiro um leitor com botões físicos mesmo, questão de preferência pessoal.
    Abçs

  2. Poxa, que review duro! Eu tinha o Kindle comum, e agora o Paperwhite. Amei a resolução da tela e a iluminação, achei as letras são muito mais nítidas e quase não existem fantasmas.

    Demorei um pouco para me acostumar com o touch, no começo é difícil repousar o dedo sobre a tela sem trocar de página acidentalmente, mas depois de alguns dias estou completamente confortável.

    Achei ele um pouco mais pesado que o Kindle comum, mas depois de um tempo a gente para de perceber esse tipo de coisa.

    O lance dos E-Readers é que acho todos muito bons, sejam Kindles, Kobos ou Nooks, e por isso, recomendo sempre o mais barato, com o mais simples você já vai ter uma experiência incrível. Mas, na minha opinião, o Paperwhite é o melhor que temos no momento.

    Estou na esperança de um E-Reader drobrável! Imagina que incrível poder guardar no bolso sem medo de quebrar!

    1. Bom, a questão do fantasma poderia ser resolvida só aumentando a frequência de "refresh" da tela. E embora não tenha tido oportunidade de utilizar o paperwhite, eu tenho um kobo glo e o seu touch é tão lento quanto. Parecia um review de má vontade.

      1. Não podia concordar mais. Parece mesmo um review feito com má vontade, que destoa de praticamente tudo que vi por aí sobre o Paperwhite (e da minha própria experiência com o reader; o negócio dos toques rápidos, por exemplo, é uma mentira, pois, ao menos comigo, ele é bem sensível e tem vezes que eu acho que nem encostei direito e a página já virou).

        1. O touch dele para a virada de página deve ser tão eficiente quanto o Kobo Glo, mas acho que o cara errou e não mencionou em qual ocasião o problema se manifestava. No Kobo Glo (que teve avaliação parecida) o problema dele era no momento da digitação do teclado. Qual a velocidade desse procedimento no paperwhite?

  3. Mas a questão das letras mais escuras, não é resolvida apenas selecionando uma fonte mais definida ? Eu pessoalmente adorei a qualidade da tela do PW. Iclusive instalei uma nova fonte, Liberation Sans, que é uma fonte mais limpa e estou satisfeitíssimo.

    Já li sobre o problema da iluminação não ser uniforme, mas francamente como uso a luz bem baixa, no 3 ou 4 nem percebo isso. T

    Quanto a tela touch, acho a resposta da mesma muito boa, sem nenhum problema pra virar as páginas, não preciso digitação rápida no teclado já que raramente digito algo no Kindle. Agora, a ausência dos botões pra virar páginas é injustificável. Sinto falta deles todo dia. Se tem uma melhora urgente que deveria ser feita no próximo PW é a volta desses botões.

  4. Nossa, que review horrível. Na Gizmodo tem um review bem melhor e bem mais detalhado que esse, e no youtube tem um monte de videos sobre o mesmo tema, uns até com 30 min de duração só falando do aparelho. A Folha mandou mal nessa. Dava para muito bem fazer um review melhor.

  5. Isso aí tem cara de review vendido… Detonaram o Paperwhite e, embora eu não tenha usado nenhum Kobo ou outro Kindle, o Paperwhite é um primor de engenharia. Eu achei maravilhoso. Não posso concordar com um review que tenha achado tão ruim assim.

    1. Como o Exilado mencionou logo acima, o cara mesmo parece ser uma "cria de tablet". O mercado aqui de e-readers é muito baixo para ter review vendido nesse sentido, então acho que é pura falta de intimidade e de vontade em testar o equipamento e pesquisar sobre ele de verdade. Basta ler qualquer review sobre o kobo glo para ver que ambos são muito parecidos com o que o autor mencionou na falta de botões físicos e no touch lento.

  6. Realmente eu vi em alguma review que com o aumento do brilho a uma perda de contraste. E vi em um video que o kindle com brilho minimo no escuro fica preto, ou seja a luz fica praticamente desliga ou realmente ela desliga.
    Esse individuo esta defendendo o kindle basico como melhor alguém concorda?

  7. Review HORROROSO! Já tive um kindle 3a geraçà0 e agora tenho um Paperwhite, este é muito superior em leitura do que o da 3a geração ou a versão sem luz atual…..

  8. Kobo é somente para aqueles com Paciência de Jó. Tenho ambos os Kindles, e acho o Paperwhite superior em todos os quesitos. Sinto falta dos botões, mas a isso se acostuma. Ao usar fontes tipográficas e não a Caecilia, é comum ter essa percepção de pior contraste por poder-se usar fontes pequenas e finas com boa definição, o que não acontece no Kindle 4/5. Se colocar no mesmo tamanho, a diferenca é negligente.
    Acho o Kobo insuportavelmente lento e irritante. Nook tem a tela azulada, mas é mais confortável de segurar.

    1. Menos, bem menos. Se fosse lá fora ainda ia mas não em um país onde a média de leitores e potenciais compradores do produto é tão baixa. Tá parecendo mais que esse cara julgava ter em mãos algo semelhante a um tablet e estranhou ter outro produto em mãos e ainda por cima sequer pesquisou.

  9. A matéria da folha é engraçada, como vcs podem notar, não foi feita por um jornalista da folha e sim "em colaboração", parei de ler quando ele disse que o kindle não tinha botões para mudar de página…. santa paciência, o kindle é Touch Screen. Eu tenho um papewhite ele é fantástico, estou muito satisfeito. Há muitos interesses em jogo neste momento, por isto que os eReaders não se popularizam no Brasil.

    1. O cara só não é "da casa". Ele pode ser um freelancer da área. Não diminuiria a credibilidade dele visto o veículo que divulgou seu texto. Mas que o cara não pesquisou o mínimo isso realmente não pesquisou.

  10. Eu e minha namorada temos os dois modelos, um kobo touch glo e um kindle paperwhite.

    E francamente, não existe nenhuma diferença na pratica. Ok que o contraste do kobo é melhor, ok que a luz do kindle tem alguns pontos mais escuros…
    mas quando você começa a ler todos esses detalhes passam despercebidos. Eu uso principalmente o kobo por causa das estatísticas (sou viciado em estatísticas) mas quando troco de aparelho eu nao sinto nenhuma diferença.

    Por isso minha dica é: Se você quer ler livros e não tem paciencia para carregar uma pilha de livros qualquer um dos dois aparelhos vai lhe servir muito bem.

  11. Gosto do Kindle PaperWhite e também gostaria de testar o Kobo Glo. Mas, acima de tudo, estou ADORANDO esta compilação de Reviews aqui no Site. Exilando mandando muito bem!!!

  12. Eu ainda não tenho leitor de e-book mas gostaria de adquirir um, gosto muito de ver opiniões de usuários para decidir o que fazer depois. Encontrei muitos elogios ao kindle paperwhite e esse post com opiniões contrárias foi bom porque proporcionou uma discussão enorme me ajudando ainda mais na minha busca para o e-book reader “perfeito”. Achei interessante o kobo glo pelo preço e pela questão da memória interna, preciso muito dessa memória pois não tenho acesso à internet em todo lugar e achei muito simplório o armazenamento do kindle pw se fosse possível pegar as qualidades de um e aliar às qualidades de outro criaríamos um aparelho perfeito, não gostei de não poder apagar a luz por completo no kindle pw e achei triste saber em questão de touch a tela do kobo glo ficou devendo por ser, de acordo com alguns usuários mais penoso digitar no seu tecladinho virtual. Há outras coisas também mas isso vai ficar longo, vou parar por aqui.

Send a Comment

Your email address will not be published.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Gostou do epubr.club? Por favor, espalhe a palavra :)