Junky – William S. Burroughs

Junky – William S. Burroughs

Com uma prosa precisa e linear (quase como se fossem relatórios de um agente secreto investigando o submundo das drogas e do homossexualismo), William Burroughs narra em “Junky” suas primeiras experiências com narcóticos (heroína, morfina etc.), em um texto que arrombou as portas da festa (junto com “On the Road”, de Jack Kerouac) e inaugurou a era de hedonismo barato dos anos 1960 e 1970.

 Junky - William S. Burroughs

 Junky - William S. Burroughs   Com uma prosa precisa e linear (quase como se fossem relatórios de um agente secreto investigando o submundo das drogas e do homossexualismo), William Burroughs narra em “Junky” suas primeiras experiências com narcóticos (heroína, morfina etc.), em um texto que arrombou as portas da festa (junto com “On the Road”, de Jack Kerouac) e inaugurou a era de hedonismo barato dos anos 1960 e 1970.

 

 Junky - William S. Burroughs