Invasão Vertical dos Bárbaros – Mário Ferreira dos Santos

Invasão Vertical dos Bárbaros – Mário Ferreira dos Santos

Este livro do filósofo Mário Ferreira dos Santos, escrito em meados do século XX trata do seguinte tema – a crise dos valores culturais e a superficialidade reinante na sociedade. Em forma de manifesto, o livro pretende ser um alerta para todos àqueles que depositam sua confiança num mundo mais civilizado e que enfrentam dia a dia uma nova espécie de invasão bárbara. E, essa invasão não é mais aquela invasão horizontal que se assistiu na derrocada do império romano, mas sim uma invasão vertical – de dentro para fora – corroendo a cultura e pondo em risco a civilização e os laços humanos por um inimigo que não é mais externo. O livro pretende ensinar que as pessoas têm direitos e também deveres – são todos responsáveis pela cultura que se cria e pela sociedade que se organiza.

Este livro do filósofo Mário Ferreira dos Santos, escrito em meados do século XX trata do seguinte tema – a crise dos valores culturais e a superficialidade reinante na sociedade. Em forma de manifesto, o livro pretende ser um alerta para todos àqueles que depositam sua confiança num mundo mais civilizado e que enfrentam dia a dia uma nova espécie de invasão bárbara. E, essa invasão não é mais aquela invasão horizontal que se assistiu na derrocada do império romano, mas sim uma invasão vertical – de dentro para fora – corroendo a cultura e pondo em risco a civilização e os laços humanos por um inimigo que não é mais externo. O livro pretende ensinar que as pessoas têm direitos e também deveres – são todos responsáveis pela cultura que se cria e pela sociedade que se organiza.

Sobre o autor

Mário Ferreira dos Santos – Licenciado em Direito e Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, escreveu dezenas de obras e uma monumental Enciclopédia de Ciências Filosóficas e Sociais, de 45 volumes. Em São Paulo, fundou as editoras Logos e Matese, e na década de 1960, suas obras tiveram considerável difusão no território nacional. Criador de um sistema filosófico próprio a que chamou Filosofia Concreta, permaneceu fora do círculo de filósofos acadêmicos por toda a vida. Era intelectualmente próximo às tradições tomista, pitagórica, platônica e aristotélica. Sua obra tem implicações sobre as áreas de teoria social, psicologia, teologia, religiões comparadas, epistemologia, gnoseologia, ontologia e filosofia da matemática. Interessava-se também por economia, história política, oratória e retórica. Além disso, atuou como tradutor, sendo responsável por trazer à língua portuguesa importantes obras como o Diário Íntimo de Henri-Frédéric Amiel.

2 comentários em “Invasão Vertical dos Bárbaros – Mário Ferreira dos SantosAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *