Incidente em Roswell – Charles Berlitz, William L Moore

Incidente em Roswell – Charles Berlitz, William L Moore

Charles Berlitz nasceu em Nova York em 1914, neto do fundador das famosas Escolas Berlitz de Línguas. Formado em arqueologia e linguística, seu nome ficou famoso após a publicação de livros como O Triângulo das Bermudas, O Mistério da Atlântida e Sem Deixar Vestígios, todos já editados pela Nova Fronteira. Seu último livro, escrito em colaboração com o pesquisador William L. Moore, é este Incidente em Roswell.

Como nos anteriores, os fatos nele narrados são rigorosamente provados. Berlitz não costuma ‘inventar’ as situações e os fenômenos descritos: tudo o que ele conta é antes questionado exaustivamente por ele próprio. Assim, o leitor -ainda que não queira acreditar — é posto diante de certas ‘verdades’ quase sempre escamoteadas do conhecimento do público.

Incidente em Roswell e um livro apaixonante: o mínimo que se pode dizer é que, depois de lê-lo, muita gente vai, enfim, se convencer de que o privilégio de habitar o Cosmo não pertence apenas ao gênero humano…

Charles Berlitz nasceu em Nova York em 1914, neto do fundador das famosas Escolas Berlitz de Línguas. Formado em arqueologia e linguística, seu nome ficou famoso após a publicação de livros como O Triângulo das Bermudas, O Mistério da Atlântida e Sem Deixar Vestígios, todos já editados pela Nova Fronteira. Seu último livro, escrito em colaboração com o pesquisador William L. Moore, é este Incidente em Roswell.

Como nos anteriores, os fatos nele narrados são rigorosamente provados. Berlitz não costuma ‘inventar’ as situações e os fenômenos descritos: tudo o que ele conta é antes questionado exaustivamente por ele próprio. Assim, o leitor -ainda que não queira acreditar — é posto diante de certas ‘verdades’ quase sempre escamoteadas do conhecimento do público.

Incidente em Roswell e um livro apaixonante: o mínimo que se pode dizer é que, depois de lê-lo, muita gente vai, enfim, se convencer de que o privilégio de habitar o Cosmo não pertence apenas ao gênero humano…