Homem-máquina – Max Barry

Homem-máquina – Max Barry

Charles Neumann é engenheiro e trabalha em um sofisticado laboratório de pesquisas. Ele não tem amigos ou qualquer tipo de habilidade social, e ama máquinas e tecnologia. Por isso, quando perde uma das pernas em um acidente de trabalho, Charlie não encara a situação como uma tragédia, e sim como uma oportunidade. Ele sempre achou que o frágil corpo humano poderia ser aperfeiçoado, e então decide colocar em prática algumas ideias. E começa a construir partes. Partes mecânicas. Partes melhores.

A especialista em próteses Lola Shanks é apaixonada por membros e órgãos artificiais. Quando conhece Charlie, ela fica fascinada com a possibilidade de ter encontrado um homem capaz de produzir um corpo totalmente mecânico. Mas as outras pessoas acham que ele é um louco. Ou um produto. Ou uma arma.

Charles Neumann é engenheiro e trabalha em um sofisticado laboratório de pesquisas. Ele não tem amigos ou qualquer tipo de habilidade social, e ama máquinas e tecnologia. Por isso, quando perde uma das pernas em um acidente de trabalho, Charlie não encara a situação como uma tragédia, e sim como uma oportunidade. Ele sempre achou que o frágil corpo humano poderia ser aperfeiçoado, e então decide colocar em prática algumas ideias. E começa a construir partes. Partes mecânicas. Partes melhores.

A especialista em próteses Lola Shanks é apaixonada por membros e órgãos artificiais. Quando conhece Charlie, ela fica fascinada com a possibilidade de ter encontrado um homem capaz de produzir um corpo totalmente mecânico. Mas as outras pessoas acham que ele é um louco. Ou um produto. Ou uma arma.

Em uma sátira sobre como a sociedade se tornou tão dependente da tecnologia, Homem-máquina narra a estranha e divertida jornada de um homem em busca do autoaprimoramento.

 

1 comentário em “Homem-máquina – Max BarryAdicione o seu →

  1. Amei conhecer a história de Charles Neumann!

    Há tempos não lia uma história fictícia e moderna que me prendesse tanto.

    Arrisco ainda em dizer que foi o melhor livro do mês de Setembro.

    Recomendo a todos! Um toque de ficção, romance e humor. Vale refletir o quanto a tecnologia tem influenciado a nossa sociedade, as empresas, e os operários. Estou ansiosa para ler as outras obras de Max Barry. Infelizmente, não consigo achar em nenhum local na internet para fazer o download. Obrigada, exilado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *