cover

História de O – Pauline Réage

A História de O, da autora francesa Pauline Réage, é uma novela sadomasoquista que veio a público poucos anos antes da morte da autora. Publicada em 1954, em francês, é uma fantasia de submissão feminina de uma fotógrafa parisiense de moda que é vendada, acorrentada, chicoteada, marcada, feita para usar máscara, e ensinada a estar sempre disponível para o sexo oral, vaginal e/ou anal. Trata-se de um clássico do gênero erótico na linha de Venus in furs, pois o sadomasoquismo é seu ponto forte. É sobre uma jovem que no início joga como dominada, mas quanto mais resiste à tortura, mais gosta de ser escrava. Anos antes do movimento feminino, essa história ensina as mulheres a assumir o controle de seus desejos sexuais e não permitir que ninguém faça escolhas por elas. Em fevereiro de 1955, o livro ganhou o prêmio francês de literatura Prix des Deux Magots, embora isso não tenha evitado que as autoridades francesas acusassem o editor de obcenidade. As acusações foram rejeitadas pelos tribunais, mas um boicote publicitário ocorreu durante longos anos. Isso porque a sociedade não teve cabeça aberta o suficiente para entender o caminho que a sexualidade pode tomar em seus momentos mais escuros.

A História de O, da autora francesa Pauline Réage, é uma novela sadomasoquista que veio a público poucos anos antes da morte da autora. Publicada em 1954, em francês, é uma fantasia de submissão feminina de uma fotógrafa parisiense de moda que é vendada, acorrentada, chicoteada, marcada, feita para usar máscara, e ensinada a estar sempre disponível para o sexo oral, vaginal e/ou anal. Trata-se de um clássico do gênero erótico na linha de Venus in furs, pois o sadomasoquismo é seu ponto forte. É sobre uma jovem que no início joga como dominada, mas quanto mais resiste à tortura, mais gosta de ser escrava. Anos antes do movimento feminino, essa história ensina as mulheres a assumir o controle de seus desejos sexuais e não permitir que ninguém faça escolhas por elas. Em fevereiro de 1955, o livro ganhou o prêmio francês de literatura Prix des Deux Magots, embora isso não tenha evitado que as autoridades francesas acusassem o editor de obcenidade. As acusações foram rejeitadas pelos tribunais, mas um boicote publicitário ocorreu durante longos anos. Isso porque a sociedade não teve cabeça aberta o suficiente para entender o caminho que a sexualidade pode tomar em seus momentos mais escuros.

 

30 comentários em “História de O – Pauline RéageAdicione o seu →

  1. Isto é imperdivel….. até para comparar com os 50 tons…… trata sobre submissão e todo o género abordado pelo Sr Grey…..

    A diferença é que este é bem escrito…….

  2. Esse livro possui uma continuação que nunca achei em portugues, chamado Retorno a Roissy, adoraria ler ele, se fosse possivel conseguir agradeceria! É uma ótima obra onde mostra sobre a escravidão e tbm os prazeres que isso envolve!

  3. Exilado, gostaria de deixar uma sugestão: as resenhas ou sinopses dos livros ajudavam bastante quando me deparava com obras que não conhecia por aqui. Seria possível modificar o sistema para que o texto continue aparecendo, mas os links só fiquem disponíveis quando utilizarmos pontos?

      1. Como alternativa, já que não dá pra abrir a sinopse antes dos pontos, não poderia colocar a sinopse como o primeiro comentário no post específico? Corre-se o risco da página com os lançamentos se perder na imensidão de novidades aqui…

  4. Li vários comentários sobre este livro. Dizem que é baseado em uma história real, e que "O" é o pseudônimo da autora.

    Não tem romance, é pesadíssimo!

    Ela fica trancada numa espécie de "seita" no qual seu amante faz parte.

    É marcada fisicamente pra sempre, assim qualquer lugar que ela vá, os homens q fazem parte da seita vão saber.

  5. Depois de algumas comparações deste com a trilogia 50 tons de cinza, (como não estou muito impressionada com a mesma) serei obrigada a baixar para conferir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *