Grandes Clássicos DC: Lanterna Verde e Arqueiro Verde #02 – Dennis O’Neil, Neal Adams

Grandes Clássicos DC: Lanterna Verde e Arqueiro Verde #02 – Dennis O’Neil, Neal Adams

No começo dos anos 70, pra quem escrevia, desenhava ou lia histórias em quadrinhos, a série Green Lantern/Green Arrow, por Dennis O´Neal e Neal Adams, era um excelente chamado à consciência. De forma brilhante e envolvente ela aumentava suas expectativas e expandia suas noções do que poderia ser feito com os quadrinhos comerciais. Na época, isso foi atribuído a “relevância” das histórias. Hoje, depois de mais de 20 anos, o material continua forte e mantém o mesmo poder de cativar e envolver. Parte disso é que muitas das questões levantadas ainda são relevantes, mas principalmente porque a escrita de O´Neil e a arte de Adams estabeleceram um padrão em caracterização e drama que é usado até hoje. Com a ajuda do veterano editor Julius Schwartz e a participação de alguns dos melhores arte-finalistas da época, os dois criadores pegaram os arquétipos dos quadrinhos e deram a eles um ar de humanidade jamais visto até então. As raízes de muito do que é empolgante e atraente hoje começaram aqui, nestas histórias. Que este material tem valor histórico não se discute. Mas o importante mesmo é que, depois de tanto tempo, ele continua uma excelente leitura!

No começo dos anos 70, pra quem escrevia, desenhava ou lia histórias em quadrinhos, a série Green Lantern/Green Arrow, por Dennis O´Neal e Neal Adams, era um excelente chamado à consciência. De forma brilhante e envolvente ela aumentava suas expectativas e expandia suas noções do que poderia ser feito com os quadrinhos comerciais. Na época, isso foi atribuído a “relevância” das histórias. Hoje, depois de mais de 20 anos, o material continua forte e mantém o mesmo poder de cativar e envolver. Parte disso é que muitas das questões levantadas ainda são relevantes, mas principalmente porque a escrita de O´Neil e a arte de Adams estabeleceram um padrão em caracterização e drama que é usado até hoje. Com a ajuda do veterano editor Julius Schwartz e a participação de alguns dos melhores arte-finalistas da época, os dois criadores pegaram os arquétipos dos quadrinhos e deram a eles um ar de humanidade jamais visto até então. As raízes de muito do que é empolgante e atraente hoje começaram aqui, nestas histórias. Que este material tem valor histórico não se discute. Mas o importante mesmo é que, depois de tanto tempo, ele continua uma excelente leitura!

1 comentário em “Grandes Clássicos DC: Lanterna Verde e Arqueiro Verde #02 – Dennis O’Neil, Neal AdamsAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *