Geopolítica da Rússia Contemporânea – 	Aleksandr Dugin

Geopolítica da Rússia Contemporânea – Aleksandr Dugin

Nesta obra Aleksandr Dugin delineia o desenvolvimento da geopolítica russa desde as suas origens na Rússia Kievana (actual território da Ucrânia) e no Império Russo, atravessando o apogeu da sua influência global na era soviética e culminando, finalmente, na actual presidência de Vladimir Putin. Dugin considera a Rússia como sendo o principal polo geopolítico das civilizações terrestres do mundo, eternamente destinada ao conflito com as civilizações marítimas. Noutros tempos essas civilizações marítimas encontravam-se representadas pelo Império Britânico; actualmente encontram-se representadas na forma dos Estados Unidos da América e dos seus aliados da OTAN.
A Rússia só poderá concretizar a sua missão geopolítica mantendo-se em oposição às potências marítimas. Hoje, de acordo com Dugin, esse conflito ultrapassa o patamar geopolítico e açambarca o plano ideológico: a Rússia é a derradeira representante e defensora dos valores tradicionais e do idealismo, enquanto o Ocidente representa os valores do liberalismo e da sociedade guiada pelos mercados. Embora a Rússia se tenha afastado dessa missão no decorrer dos anos 90, ameaçando sucumbir ao domínio das potências ocidentais, Dugin considera que Vladimir Putin conseguiu dar início a uma mudança de curso que fez com que esta regressasse à sua legítima posição de potência mundial.
Mas a luta está longe de terminar: embora já se tenham efectuado alguns progressos, a Rússia permanece ainda dividida entre a sua natureza tradicional e as tentações da globalização e da ocidentalização, constantemente afrontada pelos seus inimigos. Dugin, considerado pelos especialistas ocidentais como sendo o principal ideólogo de Putin, argumenta que a Rússia só poderá sobreviver e florescer de modo genuíno se conseguir manter-se fiel à via eurásica – caso contrário será subjugada e relegada a ocupar um papel servil e secundário num mundo dominado pelas forças do liberalismo.

Nesta obra Aleksandr Dugin delineia o desenvolvimento da geopolítica russa desde as suas origens na Rússia Kievana (actual território da Ucrânia) e no Império Russo, atravessando o apogeu da sua influência global na era soviética e culminando, finalmente, na actual presidência de Vladimir Putin. Dugin considera a Rússia como sendo o principal polo geopolítico das civilizações terrestres do mundo, eternamente destinada ao conflito com as civilizações marítimas. Noutros tempos essas civilizações marítimas encontravam-se representadas pelo Império Britânico; actualmente encontram-se representadas na forma dos Estados Unidos da América e dos seus aliados da OTAN.
A Rússia só poderá concretizar a sua missão geopolítica mantendo-se em oposição às potências marítimas. Hoje, de acordo com Dugin, esse conflito ultrapassa o patamar geopolítico e açambarca o plano ideológico: a Rússia é a derradeira representante e defensora dos valores tradicionais e do idealismo, enquanto o Ocidente representa os valores do liberalismo e da sociedade guiada pelos mercados. Embora a Rússia se tenha afastado dessa missão no decorrer dos anos 90, ameaçando sucumbir ao domínio das potências ocidentais, Dugin considera que Vladimir Putin conseguiu dar início a uma mudança de curso que fez com que esta regressasse à sua legítima posição de potência mundial.
Mas a luta está longe de terminar: embora já se tenham efectuado alguns progressos, a Rússia permanece ainda dividida entre a sua natureza tradicional e as tentações da globalização e da ocidentalização, constantemente afrontada pelos seus inimigos. Dugin, considerado pelos especialistas ocidentais como sendo o principal ideólogo de Putin, argumenta que a Rússia só poderá sobreviver e florescer de modo genuíno se conseguir manter-se fiel à via eurásica – caso contrário será subjugada e relegada a ocupar um papel servil e secundário num mundo dominado pelas forças do liberalismo.

Quer baixar rapidamente e sem propaganda? Faça sua assinatura clicando aqui

1 comentário em “Geopolítica da Rússia Contemporânea – Aleksandr DuginAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *