Fundação Xuxa Meneghel: 25 Anos Transformando Histórias - Xuxa Xuxa Maria da Graça Xuxa Meneghel

Fundação Xuxa Meneghel: 25 Anos Transformando Histórias – Xuxa

Eu tenho um sonho… de um dia, nenhuma criança mais sofrer. Maria da Graça Xuxa Meneghel, em depoimento ao Fantástico no dia 5 de maio de 2012.

Maria da Graça era apenas uma pré-adolescente de Bento Ribeiro, subúrbio do Rio de Janeiro, quando foi descoberta por um agente de modelos. Com seu jeito carismático, ela conquistou diretores de televisão e conseguiu seu próprio programa.
Xuxa como seu irmão Blad costumava chamá-la quando bebê consagrou-se como a Rainha dos Baixinhos, que saía da nave espacial com seu típico uniforme estilo militar, botas de cano alto e xuxinha no cabelo.
Tocada por seu contato com diversas crianças, Xuxa sonhou acordada: construir um abrigo para crianças carentes. E não parou por aí: colocou a mão na massa e convocou uma equipe para a organização de uma fundação que atendesse crianças da faixa etária de 4 a 13 anos. Em vez de abrigo, a Fundação Xuxa Meneghel consolidou-se como uma escola complementar, onde as crianças teriam aulas de artes, capoeira, danças, cidadania, inglês, entre outros. A experiência da equipe levou-a à conclusão de que a família deveria ser incluída no processo de formação da criança e que vários adolescentes estavam à mercê das drogas na região e também precisavam de atenção. Expandiram a faixa etária e criaram projetos para especialização de jovens adultos, como Comer, trabalho, prazer, informática e inglês.
O livro conta com os depoimentos de ex-participantes que tiveram suas vidas para sempre mudadas depois de sua passagem pela Fundação Xuxa Meneghel e tornaram-se pessoas com uma visão ampla do mundo, trabalho digno e sonhos realizáveis.

 Fundação Xuxa Meneghel: 25 Anos Transformando Histórias - Xuxa Xuxa Maria da Graça Xuxa Meneghel

Eu tenho um sonho… de um dia, nenhuma criança mais sofrer. Maria da Graça Xuxa Meneghel, em depoimento ao Fantástico no dia 5 de maio de 2012.

Maria da Graça era apenas uma pré-adolescente de Bento Ribeiro, subúrbio do Rio de Janeiro, quando foi descoberta por um agente de modelos. Com seu jeito carismático, ela conquistou diretores de televisão e conseguiu seu próprio programa.
Xuxa como seu irmão Blad costumava chamá-la quando bebê consagrou-se como a Rainha dos Baixinhos, que saía da nave espacial com seu típico uniforme estilo militar, botas de cano alto e xuxinha no cabelo.
Tocada por seu contato com diversas crianças, Xuxa sonhou acordada: construir um abrigo para crianças carentes. E não parou por aí: colocou a mão na massa e convocou uma equipe para a organização de uma fundação que atendesse crianças da faixa etária de 4 a 13 anos. Em vez de abrigo, a Fundação Xuxa Meneghel consolidou-se como uma escola complementar, onde as crianças teriam aulas de artes, capoeira, danças, cidadania, inglês, entre outros. A experiência da equipe levou-a à conclusão de que a família deveria ser incluída no processo de formação da criança e que vários adolescentes estavam à mercê das drogas na região e também precisavam de atenção. Expandiram a faixa etária e criaram projetos para especialização de jovens adultos, como Comer, trabalho, prazer, informática e inglês.
O livro conta com os depoimentos de ex-participantes que tiveram suas vidas para sempre mudadas depois de sua passagem pela Fundação Xuxa Meneghel e tornaram-se pessoas com uma visão ampla do mundo, trabalho digno e sonhos realizáveis.

 Fundação Xuxa Meneghel: 25 Anos Transformando Histórias - Xuxa Xuxa Maria da Graça Xuxa Meneghel

1 comentário em “Fundação Xuxa Meneghel: 25 Anos Transformando Histórias – XuxaAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *