Frankenstein – Mary Shelley

Frankenstein – Mary Shelley

Mary Shelley (1797-1851), mulher do poeta inglês Percy B. Shelley, escreveu Frankenstein para participar de um concurso de histórias de terror realizado na intimidade do castelo de Lord Byron. Mesmo competindo com grandes gênios da literatura universal, acabou redigindo esta que é uma das mais impressionantes histórias de horror de todos os tempos. A história do dr. Victor Frankenstein e da monstruosa criatura por ele concebida vem fascinando gerações desde que foi publicada há mais de cem anos. Brilhante história de horror, escrita com fervor quase alucinatório, Frankenstein representa um dos mais estranhos florescimentos da imaginação romântica.Frankenstein, de Mary Shelley, é um dos maiores clássicos de terror da literatura em todos os tempos, também imortalizado no cinema através de várias adaptações.

Mary Shelley (1797-1851), mulher do poeta inglês Percy B. Shelley, escreveu Frankenstein para participar de um concurso de histórias de terror realizado na intimidade do castelo de Lord Byron. Mesmo competindo com grandes gênios da literatura universal, acabou redigindo esta que é uma das mais impressionantes histórias de horror de todos os tempos. A história do dr. Victor Frankenstein e da monstruosa criatura por ele concebida vem fascinando gerações desde que foi publicada há mais de cem anos. Brilhante história de horror, escrita com fervor quase alucinatório, Frankenstein representa um dos mais estranhos florescimentos da imaginação romântica.Frankenstein, de Mary Shelley, é um dos maiores clássicos de terror (e ficção científica) da literatura em todos os tempos, também imortalizado no cinema através de várias adaptações.

1 comentário em “Frankenstein – Mary ShelleyAdicione o seu →

  1. Esse sim… bem melhor que o filme… intrigante e com uma ótima história… não aquela simplicidade dos filminhos de terror onde normalmente vemos.

  2. Li este livro naquela obra "três em um" que contêm, além deste título, o Drácula, de Bram Stoker, e O médico e o mostro , de Stevenson.

    Gostei muito do Frankenstein. Recomendo para quem nunca leu e só conhece de ouvir falar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *