Fazendeiro do Ar e Poesia até Agora – Carlos Drummond de Andrade

Compartilhe:

Fazendeiro do Ar e Poesia até Agora - Carlos Drummond de AndradeEssa edição apresenta uma reunião de 8 livros de Carlos Drummond de Andrade lançados até 1955:

Alguma Poesia

Brejo das Almas

Sentimento do Mundos

José

A Rosa do Povo

Novos Poemas

Claro Enigma

O Fazendeiro do Ar

Carlos Drummond de Andrade (Itabira, 31 de outubro de 1902 – Rio de Janeiro, 17 de agosto de 1987) foi um poeta, contista e cronista brasileiro, considerado por muitos o mais influente poeta brasileiro do século XX.

Drummond, como os modernistas, segue a libertação proposta por Mário e Oswald de Andrade; com a instituição do verso livre, mostrando que este não depende de um metro fixo. Se dividirmos o modernismo numa corrente mais lírica e subjetiva e outra mais objetiva e concreta, Drummond faria parte da segunda, ao lado do próprio Oswald de Andrade..

Do pescoço para baixo sou marxista, porém do pescoço para cima sou espiritualista e creio em Deus.”

 

(Visited 6 times, 1 visits today)
Compartilhe: