Fábulas italianas – Italo Calvino

Fábulas italianas – Italo Calvino

Em 1954, o editor Giulio Einaudi decidiu publicar uma antologia de fábulas italianas que pudesse ser comparada às coletâneas francesa e alemã, já clássicas, de Perrault e dos Irmãos Grimm. Encomendou a tarefa a um escritor jovem, mas muito talentoso – Italo Calvino. Autor de ‘O visconde partido ao meio’ e colaborador da editora, coube a ele selecionar suas duzentas fábulas preferidas e recontá-las à sua maneira. O resultado é um livro delicioso, repleto de reis e camponeses, santos e ogros, plantas e animais extraordinários. Seja através do humor, do fantástico ou do mistério, os contos narram muito dos costumes regionais e da história italiana, mas falam, sobretudo, do universo comum da imaginação.

Fábulas italianas - Italo CalvinoEm 1954, o editor Giulio Einaudi decidiu publicar uma antologia de fábulas italianas que pudesse ser comparada às coletâneas francesa e alemã, já clássicas, de Perrault e dos Irmãos Grimm. Encomendou a tarefa a um escritor jovem, mas muito talentoso – Italo Calvino. Autor de ‘O visconde partido ao meio’ e colaborador da editora, coube a ele selecionar suas duzentas fábulas preferidas e recontá-las à sua maneira. O resultado é um livro delicioso, repleto de reis e camponeses, santos e ogros, plantas e animais extraordinários. Seja através do humor, do fantástico ou do mistério, os contos narram muito dos costumes regionais e da história italiana, mas falam, sobretudo, do universo comum da imaginação.

1 comentário em “Fábulas italianas – Italo CalvinoAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *