Expresso para a India – Aírton Ortiz

Expresso para a India – Aírton Ortiz

Desde os tempos que lia os livros de Rudyard Kipling, o criador de Mogli, Ortiz é fascinado pela Índia. Sempre disposto a viver novas aventuras e experiências, o jornalista, depois de conhecer as grandes capitais do mundo, resolveu viajar para um lugar onde pudesse encontrar uma cultura nativa, uma comida exótica, um tempero diferente etc. “A Índia é única, não pode ser comparada a nada que conhecemos.”, revela o autor. Planejando dar continuidade a viagem de Vasco da Gama, Ortiz viajou mais de sete mil km de trem — o transporte mais popular da Índia — nas classes inferiores e teve a oportunidade de conhecer os verdadeiros indianos, que representam mais de 95% da população. Assim, acompanhando-os, foi possível conhecer a Índia que normalmente não é mostrada aos estrangeiros.

Segundo o autor, além da arquitetura deslumbrante, culinária riquíssima e tradições religiosas milenares, a cultura indiana revela uma surpresa ainda mais emocionante a cada dia. Mesmo diante desta verdadeira overdose de cores, cheiros e sabores, o que mais impressionou o jornalista foi a simplicidade do povo indiano.

Aventura, emoção e aprendizado se misturam em EXPRESSO PARA A ÍNDIA. Airton Ortiz convida o leitor para uma viagem emocionante através de um país misterioso e encantador. Uma experiência que pode levar ao tão sonhado autoconhecimento e realização.

 Expresso para a India – Aírton Ortiz Airton Ortiz

 Expresso para a India – Aírton Ortiz Airton Ortiz   Desde os tempos que lia os livros de Rudyard Kipling, o criador de Mogli, Ortiz é fascinado pela Índia. Sempre disposto a viver novas aventuras e experiências, o jornalista, depois de conhecer as grandes capitais do mundo, resolveu viajar para um lugar onde pudesse encontrar uma cultura nativa, uma comida exótica, um tempero diferente etc. “A Índia é única, não pode ser comparada a nada que conhecemos.”, revela o autor. Planejando dar continuidade a viagem de Vasco da Gama, Ortiz viajou mais de sete mil km de trem — o transporte mais popular da Índia — nas classes inferiores e teve a oportunidade de conhecer os verdadeiros indianos, que representam mais de 95% da população. Assim, acompanhando-os, foi possível conhecer a Índia que normalmente não é mostrada aos estrangeiros.

Segundo o autor, além da arquitetura deslumbrante, culinária riquíssima e tradições religiosas milenares, a cultura indiana revela uma surpresa ainda mais emocionante a cada dia. Mesmo diante desta verdadeira overdose de cores, cheiros e sabores, o que mais impressionou o jornalista foi a simplicidade do povo indiano.

Aventura, emoção e aprendizado se misturam em EXPRESSO PARA A ÍNDIA. Airton Ortiz convida o leitor para uma viagem emocionante através de um país misterioso e encantador. Uma experiência que pode levar ao tão sonhado autoconhecimento e realização.

 Expresso para a India – Aírton Ortiz Airton Ortiz

1 comentário em “Expresso para a India – Aírton OrtizAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *