Esteiros – Soeiro Pereira Gomes

Esteiros – Soeiro Pereira Gomes

Gineto, Gaitinhas, Malesso, Maquineta, tantos outros, são os operários-meninos dos telhais à beira dos esteiros do Tejo. Sujeitos à dureza do trabalho quando o conseguem arranjar, vadiando ou roubando para comer durante o resto do tempo, apesar de tudo – sonham.
Esteiros é um dos textos inaugurais do neo-realismo e um romance marcante da literatura portuguesa do século XX.

Esteiros-Soeiro-Pereira-GomesGineto, Gaitinhas, Malesso, Maquineta, tantos outros, são os operários-meninos dos telhais à beira dos esteiros do Tejo. Sujeitos à dureza do trabalho quando o conseguem arranjar, vadiando ou roubando para comer durante o resto do tempo, apesar de tudo – sonham.
Esteiros é um dos textos inaugurais do neo-realismo e um romance marcante da literatura portuguesa do século XX.

1 comentário em “Esteiros – Soeiro Pereira GomesAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *