Crônicas para Jovens – Marcos Rey

Crônicas para Jovens – Marcos Rey

A obra de Marcos Rey tem a capacidade de falar aos públicos mais díspares. Se nas décadas de 1960 e 1970 escreveu mais de vinte roteiros de filmes e suas primeiras obras literárias tinham a vida boêmia e o erotismo como elementos centrais, também adaptou seriados infantis da televisão brasileira, como Vila Sésamo e Sítio do Picapau Amarelo e foi criador de romances policiais para a juventude no Brasil. A pitada de malícia, a irreverência e o humor, que foram sua marca registrada na última década de vida, encantaram novos leitores nas crônicas da revista Veja São Paulo, dentre as quais foram escolhidas as páginas desta antologia.

A obra de Marcos Rey tem a capacidade de falar aos públicos mais díspares. Se nas décadas de 1960 e 1970 escreveu mais de vinte roteiros de filmes e suas primeiras obras literárias tinham a vida boêmia e o erotismo como elementos centrais, também adaptou seriados infantis da televisão brasileira, como Vila Sésamo e Sítio do Pica-pau Amarelo e foi criador de romances policiais para a juventude no Brasil. A pitada de malícia, a irreverência e o humor, que foram sua marca registrada na última década de vida, encantaram novos leitores nas crônicas da revista Veja São Paulo, dentre as quais foram escolhidas as páginas desta antologia.

1 comentário em “Crônicas para Jovens – Marcos ReyAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *