6d6ea6a9_o

Crônicas de Lankhmar: As Aventuras de Fafhrd e Gatuno – Fritz Leiber, Howard Chaykin, Mike Mignola

Desde a sua memorável aparição em 1939, Fafhrd & Gatuno, do escritor Fritz Leiber, figuram entre os mais queridos personagens da literatura fantástica. Suas agitadas aventuras no exótico mundo de Nehwon praticamente definiram, ao lado de Conan, o Bárbaro, de Robert E. Howard, o gênero que conhecemos hoje como “Espada & Feitiçaria” e influenciaram as obras de alguns dos melhores autores da fantasia moderna, incluindo Terry Pratchet, Michael Moorcock e muitos outros.

Desde a sua memorável aparição em 1939, Fafhrd & Gatuno, do escritor Fritz Leiber, figuram entre os mais queridos personagens da literatura fantástica. Suas agitadas aventuras no exótico mundo de Nehwon praticamente definiram, ao lado de Conan, o Bárbaro, de Robert E. Howard, o gênero que conhecemos hoje como “Espada & Feitiçaria” e influenciaram as obras de alguns dos melhores autores da fantasia moderna, incluindo Terry Pratchet, Michael Moorcock e muitos outros.

A raríssima adaptação em quadrinhos de Fafhrd & Gatuno feita pelos lendários quadrinistas Howard Chaykin, Mike Mignola e Al Williamson, publicada originalmente em 1991, é compilada aqui pela primeira vez.

Então, seja bem-vindo às sujas e movimentadas ruas de Lankhmar, uma cidade onde feitiçaria e aventura caminham de mãos dadas!

As histórias deste volume:

Capítulo Um:Péssimos Encontros em Lankhmar
Adaptação do conto publicado originalmente como “Ill Met in Lankhmar” (1970) e vencedora dos prêmios Hugo e Nebula.

Capítulo Dois: O Círculo Maldito
Adaptação do conto publicado originalmente como “The Circle Curse” (1970).

Capítulo Três: A Torre Assombrada
Adaptação do conto publicado originalmente como “The Howling Tower” (1941).

Capítulo Quatro: O Preço do Alívio Adaptação do conto publicado originalmente como “The Price of Pain-Ease” (1970).

Capítulo Cinco: O Bazar Do Bizarro
Adaptação do conto publicado originalmente como “Bazaar of the Bizarre” (1963).

Capítulo Seis: Tempos Difíceis Em Lankhmar
Adaptação do conto publicado originalmente como “Lean Times in Lankhmar” (1959).

Capítulo Sete: Quando o Rei dos Mares está Fora… Adaptação do conto publicado originalmente como “When the Sea-King’s Away” (1960).

Fritz Leiber

nasceu em 24 de dezembro de 1910 em Chicago, Illinois. Depois de se formar na Uni­ver­sidade de Chicago, ele freqüentou o Semi­nário Teológico Episcopal e serviu como padre em igrejas missionárias de Nova Jersey. Depois de uma breve tentativa de atuar na companhia shakespeariana do seu pai, Leiber tornou-se editor da Consolidated Book Publishing Company em Chicago. Sua primeira história foi publicada nesse período – em 1939 – para a revista Unknown. Antes de dedicar-se em tempo integral à sua carreira de escritor, ele também trabalhou como professor de artes dramáticas e como supe­rintendente numa fábrica de aviões durante a Segunda Guerra Mundial.

Leiber foi fortemente influenciado por H. P. Lovecraft e Robert Graves nas primeiras duas décadas da sua carreira. A partir do final dos anos 1950, ele foi influenciado de forma crescente pelos trabalhos de Carl Jung. De 1965 em diante também começou a incorporar elementos de O Herói de Mil Faces, de Joseph Campbell. Apesar de ter escrito uma grande variedade de histórias de fantasia, ficção científica e horror, esse talentoso autor é mais conhecido pelos seus contos de espada e feitiçaria de “Fafhrd and The Gray Mouser”. As histórias, diferenciadas pelo ritmo ágil, a linguagem pitoresca e o afiado senso de hu­mor de Leiber, narram os contos de dois aventu­reiros fanfarrões às voltas com uma paleta variada de traição e corrupção, magos diabólicos, reinos mágicos, belas mulheres e uma ampla dose de inimigos espadachins.

Leiber é reconhecido como uma das principais forças criativas da literatura fantástica. Um habi­tual vencedor dos Prêmios Hugo e Nebula (“Ill Met in Lankhmar / Péssimos Encontros em Lankhmar”, que foi incluído na mini-série em quatro volumes da Epic Comics, deu a Leiber o Hugo e o Nebula de Melhor Conto de 1971), ele também foi honrado com o Prêmio World Fantasy Life em 1976 por uma vida de realizações nessa área de atividade.

Seus romances e contos continuam inéditos no Brasil até hoje. Entre seus créditos estão os romances Conjure Wife (1943), Gather, Darkness! (1944), The Green Millennium (1953),  The Wanderer (1964), A Spectre is Haunting Texas (1969), You’re All Alone (1972), Our Lady of Darkness (1977) etc, e os contos “Two Sought Adventure” (1939), “The Mutant’s Brother” (1943), “The Dreams of Albert Moreland” (1945), “The Dead Man” (1950), “The Night He Cried” (1953), “The Last Letter” (1958), “Mariana” (1960), “Gonna Roll the Bones” (1967) etc. Além, é claro, de todas as histórias de “Fafhrd and the Gray Mouser”.

Fritz Leiber faleceu em 05 de setembro de 1992, aos 81 anos, em San Francisco, California. Hoje seu universo de “Espada & Feitiçaria” de Lankhmar voltou a ser popular nos EUA graças à republicação desta adaptação em quadrinhos e ao lançamento de uma coleção de oito livros iniciada em novembro de 2006 pela Dark Horse, que também está desenvolvendo uma versão para o cinema.

Howard Chaykin

nasceu em Newark, Nova Jersey, em 7 de outubro de 1950, e iniciou sua carreira profissional como assistente de arte de pesos-pesados da indústria dos quadrinhos como Wallace Wood, Gray Morrow, Neal Adams e Gil Kane. É importante notar que seu trabalho de destaque foi como artista da primeira adaptação em quadrinhos das histórias de “Fafhrd and the Gray Mouser”, em 1973, para a DC Comics. Em 1977, fez a adaptação para os quadrinhos do filme Star Wars. Seu estilo gráfico único proporcionou-lhe uma constante sucessão de projetos de revistas em quadrinhos e em 1980 ele afastou-se da área para procurar outras pastagens – finalmente ganhando a vida como ilustrador de livros. Entre seus créditos de roteiro e arte estão a genial série American Flagg! (seu polêmico retorno em 1983 ao mundo dos quadrinhos), O Sombra: Crime e Castigo (1986), Falcão Negro (1988), Black Kiss (1988), Nick Fury e Wolverine (1989), Midnight Men (1993), Power & Glory (1994), Cyberella (1996), Iron Wolf: As Chamas da Revolução (2000), Bite Club (2004), American Century (2001), Guy Gardner: O Pacificador  (2006) etc. Seus trabalhos mais recentes como desenhista incluem Blade, Wolverine e War is Hell: The First Flight of the Phantom Eagle. Howard também desenvolveu alguns trabalhos para TV (The Flash, Viper e Mutant X) e para o cinema.

Mike Mignola

nasceu em 16 de setembro de 1960 em Berkeley, California, e se formou na California College of Arts & Crafts em 1982. Em dois meses, Mike encontrou seu caminho na indústria dos quadrinhos e prontamente se esta­be­leceu como “um péssimo arte-finalista traba­lhando em alguns gibis que não merecem ser lembrados”. (Desculpa, Mike, foi você quem disse isso, não a gente!) Sua carreira floresceu, entretanto, quando começou a dedicar suas energias exclusivamente ao desenho, rapidamente tornando-se um dos artistas favoritos entre os profissionais da indústria e os fãs. Seu trabalho em Crônicas de Lankhmar: As Aventuras de Fafhrd & Gatuno (Fafhrd and the Gray Mouser, no ­ori­ginal) é um dos melhores da sua carreira, que tam­bém inclui Odisséia Cósmica (1988), Gotham City 1889 (1989), Doutor Estranho & Doutor Destino: Triunfo & Tormenta (1989). Em 1994, ele criou Hellboy, o personagem que consagrou definitivamente seu talento nos quadrinhos e, mais recentemente, no cinema.  Mike Mignola também trabalhou em projetos de animação, como Atlantis – O Reino Perdido (2001), da Disney, e produções cinematográficas como Drácula de Bram Stoker (1992) e Blade II (2002). Seu estilo distinto foi definido pelo escritor Alan Moore como uma “mistura de expres­sio­nismo alemão com Jack Kirby”. Embora pareça um velho impaciente, Mike insiste que é um sujeito muito simpático.

Al Williamson

nasceu em 21 de março de 1931 na cidade de Nova York. Com uma carreira profissional atravessando mais de quatro décadas, esse desenhista é um dos talentos mais solicitados e respeitados do mundo dos quadrinhos. Desde seu primeiro trabalho publicado em 1948, a prolífica produção de Al inclui seu célebre rol de histórias de ficção científica para a E.C. Comics; a tira de jornal Agente Secreto X-9 (numa parceria com o lendário roteirista e editor Archie Goodwin, de 1967 a 1980), a revista em quadri­nhos Flash Gordon (1966), e as adaptações em quadrinhos dos filmes Star Wars: O Império Contra-Ataca (1979), Blade Runner (1982) e Star Wars: O Retorno do Jedi (1983). A partir da década de 80, tornou-se um célebre arte-finalista da Marvel em títulos de personagens como Homem-Aranha e Demolidor, entre outros.

Sherillyn van Valkenburgh

recebeu seu diploma de bacharel em Artes pelo Pratt Institute em 1984. Desde então, ela tem traba­lhado como ilustradora e colorista para várias editoras de revistas e livros. Entre seus créditos de arte e colorização estão Moonshadow, Blood: Uma História de Sangue, American Century, Fábulas, Enigma e diversos títulos da DC Comics e do selo Vertigo.

1 comentário em “Crônicas de Lankhmar: As Aventuras de Fafhrd e Gatuno – Fritz Leiber, Howard Chaykin, Mike MignolaAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *