Contos Reunidos – Anton Tchekov

Contos Reunidos – Anton Tchekov

Tchecov inventou uma nova forma de escrever contos: “Um mínimo de enredo e o máximo de emoção”. Em vez de histórias intrigantes, de desfecho inesperado, como predominava entre os especialistas do gênero, preferiu criar atmosferas, registrar situações abertas que não se encerravam no fim dos relatos. É o que chamamos hoje de conto moderno. Com uma visão de mundo ora humorística, ora poética, ora dramática, Tchecov captou momentos ocasionais da realidade, fatias de vida, pequenos flagrantes do cotidiano, estados de espírito da gente comum. A genialidade de sua arte está em transformar uma série de incidentes laterais e pormenores aparentemente insignificantes da existência individual em representações perfeitas do destino humano.

 Contos Reunidos – Anton Tchekov Anton Tchekov

Tchecov inventou uma nova forma de escrever contos: “Um mínimo de enredo e o máximo de emoção”. Em vez de histórias intrigantes, de desfecho inesperado, como predominava entre os especialistas do gênero, preferiu criar atmosferas, registrar situações abertas que não se encerravam no fim dos relatos. É o que chamamos hoje de conto moderno. Com uma visão de mundo ora humorística, ora poética, ora dramática, Tchecov captou momentos ocasionais da realidade, fatias de vida, pequenos flagrantes do cotidiano, estados de espírito da gente comum. A genialidade de sua arte está em transformar uma série de incidentes laterais e pormenores aparentemente insignificantes da existência individual em representações perfeitas do destino humano.

Contos:

Um caso médico
Borboleta
O bispo
A feiticeira
O vingador
Varka
A mulher do farmacêutico
No mar da Crimeia
A condecoração
O monge negro​

 

 

 Contos Reunidos – Anton Tchekov Anton Tchekov