Confissões de um jovem romancista – Umberto Eco

Confissões de um jovem romancista – Umberto Eco

Quando o grande teórico Umberto Eco resolveu se aventurar na ficção, era um jovem romancista de quase cinquenta anos. Agora, com mais de setenta, ela volta seu experiente olhar de linguista, filósofo e estudioso da Idade Média para seus próprios romances. Sem deixar nenhum detalhe de fora e com estilo claro e acessível, Eco revela todos os segredos envolvendo a construção de livros como O nome da Rosa e O Pêndulo de Foucault, ao mesmo tempo em que discute questões universais relacionadas à criação da trama e dos personagens e especialmente ao híbrido de ficção e ensaio, com o qual se notabilizou, em que figuras históricas convivem com seres nascidos da imaginação.

 Confissões de um jovem romancista - Umberto Eco umberto eco

Quando o grande teórico Umberto Eco resolveu se aventurar na ficção, era um jovem romancista de quase cinquenta anos. Agora, com mais de setenta, ela volta seu experiente olhar de linguista, filósofo e estudioso da Idade Média para seus próprios romances. Sem deixar nenhum detalhe de fora e com estilo claro e acessível, Eco revela todos os segredos envolvendo a construção de livros como O nome da Rosa e O Pêndulo de Foucault, ao mesmo tempo em que discute questões universais relacionadas à criação da trama e dos personagens e especialmente ao híbrido de ficção e ensaio, com o qual se notabilizou, em que figuras históricas convivem com seres nascidos da imaginação.

Quer baixar rapidamente e sem propaganda? Faça sua assinatura clicando aqui

 Confissões de um jovem romancista - Umberto Eco umberto eco

1 comentário em “Confissões de um jovem romancista – Umberto EcoAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *