Coisas Eróticas – Hugo Moura, Denise Godinho

Coisas Eróticas – Hugo Moura, Denise Godinho

O Brasil é considerado o terceiro maior mercado produtor de filmes pornôs do mundo. Produtoras, distribuidoras, técnicos, atrizes, atores e outros profissionais se beneficiam hoje de um mercado ainda em constante crescimento. Mas como tudo começou? Como surgiu a ideia de se fazer um filme tendo como maior atrativo o sexo explícito? Para falar da primeira produção brasileira de filme pornô os jornalistas Denise Godinho e Hugo Moura foram atrás dessas respostas e lançam Coisas Eróticas: A História Jamais Cantada da Primeira Vez do Cinema Nacional.

Os autores buscaram todos os envolvidos. Entrevistaram atores, produtores e parentes. O resultado é uma coleção de histórias engraçadas, dramáticas e curiosas. Por exemplo: você sabia que a primeira cena de sexo explícito no nosso cinema foi entre duas mulheres? E que naquele momento uma das atrizes beirava os quarenta graus de febre? O que Fred Flintstone tem a ver com “Coisas eróticas”? Como a produção da película conseguiu driblar a rigorosa censura da época? Saiba também como estão todos hoje, exatamente trinta anos da estreia do filme nas salas brasileiras em 1982.

 Coisas Eróticas - Hugo Moura, Denise Godinho Hugo Moura Denise Godinho

O Brasil é considerado o terceiro maior mercado produtor de filmes pornôs do mundo. Produtoras, distribuidoras, técnicos, atrizes, atores e outros profissionais se beneficiam hoje de um mercado ainda em constante crescimento. Mas como tudo começou? Como surgiu a ideia de se fazer um filme tendo como maior atrativo o sexo explícito? Para falar da primeira produção brasileira de filme pornô os jornalistas Denise Godinho e Hugo Moura foram atrás dessas respostas e lançam Coisas Eróticas: A História Jamais Cantada da Primeira Vez do Cinema Nacional.

Os autores buscaram todos os envolvidos. Entrevistaram atores, produtores e parentes. O resultado é uma coleção de histórias engraçadas, dramáticas e curiosas. Por exemplo: você sabia que a primeira cena de sexo explícito no nosso cinema foi entre duas mulheres? E que naquele momento uma das atrizes beirava os quarenta graus de febre? O que Fred Flintstone tem a ver com “Coisas eróticas”? Como a produção da película conseguiu driblar a rigorosa censura da época? Saiba também como estão todos hoje, exatamente trinta anos da estreia do filme nas salas brasileiras em 1982.

Disponível apenas para os assinantes. Faça sua assinatura clicando aqui

 Coisas Eróticas - Hugo Moura, Denise Godinho Hugo Moura Denise Godinho

1 comentário em “Coisas Eróticas – Hugo Moura, Denise GodinhoAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *