Chamado de Cthulhu – Sandy Petersen, Lynn Willis

Chamado de Cthulhu – Sandy Petersen, Lynn Willis

Chamado de Cthulhu é um RPG de Horror baseado nas histórias de Howard Phillips Lovecraft e de outros autores sobre os Mitos de Cthulhu, termo criado pelo escritor August Derleth que se refere aos contos relacionados a uma série de entidades cósmicas (especialmente os Grandes Antigos) que vieram de lugares distantes do universo e livros arcanos de grande poder (dentre eles o sinistro “Necronomicon”). Os Mitos são assim chamado por causa do grande Cthulhu (“ku-THU-lu” seria a pronúncia mais comum) um ser que se encontra adormecido na cidade perdida de R’lyeh esperando pelo momento das estrelas se alinharem para despertar. Mas mesmo dormindo, ele se comunica atraves dos sonhos com alguns humanos que o cultuam e procuram despertá-lo.

Lovecraft escreveu seus contos durante as décadas de 1920 e 1930 e sua fama tem crescido durante os anos sendo hoje reconhecido como um dos maiores escritores norte-americano de horror do século XX. Suas histórias despertaram a imaginação de diversos autores levando muitos deles a contribuir com a mitologia cthulhiana. Chamado de Cthulhu mantem acesa esta tradição.

Chamado de Cthulhu tem ganhado vários prêmios durante os anos. Utilizando uma simplificação do sistema BRP (Basic Roleplaying), suas regras são fáceis de aprender e mantém o foco no horror e nas pertubações emocionais que um personagem sofre ao lutar contra as entidades que procuram destruir com a humanidade. Os jogadores assumem o papel de investigadores que tentam resolver uma situação ou um mistério envolvendo criaturas dos Mitos de Cthulhu, seres além da nossa compreensão.

Como um jogo de horror, Chamado de Cthulhu procura retratar a filosofia de Lovecraft de um universo sombrio onde a humanidade existe, mas representa um papel insignificante. Os jogadores se divertem com os momentos de tensão tentando adiar o derradeiro fim.

Chamado de Cthulhu é um RPG de Horror baseado nas histórias de Howard Phillips Lovecraft e de outros autores sobre os Mitos de Cthulhu, termo criado pelo escritor August Derleth que se refere aos contos relacionados a uma série de entidades cósmicas (especialmente os Grandes Antigos) que vieram de lugares distantes do universo e livros arcanos de grande poder (dentre eles o sinistro “Necronomicon”). Os Mitos são assim chamado por causa do grande Cthulhu (“ku-THU-lu” seria a pronúncia mais comum) um ser que se encontra adormecido na cidade perdida de R’lyeh esperando pelo momento das estrelas se alinharem para despertar. Mas mesmo dormindo, ele se comunica atraves dos sonhos com alguns humanos que o cultuam e procuram despertá-lo. Lovecraft escreveu seus contos durante as décadas de 1920 e 1930 e sua fama tem crescido durante os anos sendo hoje reconhecido como um dos maiores escritores norte-americano de horror do século XX. Suas histórias despertaram a imaginação de diversos autores levando muitos deles a contribuir com a mitologia cthulhiana. Chamado de Cthulhu mantém acesa esta tradição. Chamado de Cthulhu tem ganhado vários prêmios durante os anos. Utilizando uma simplificação do sistema BRP (Basic Roleplaying), suas regras são fáceis de aprender e mantém o foco no horror e nas perturbações emocionais que um personagem sofre ao lutar contra as entidades que procuram destruir com a humanidade. Os jogadores assumem o papel de investigadores que tentam resolver uma situação ou um mistério envolvendo criaturas dos Mitos de Cthulhu, seres além da nossa compreensão. Como um jogo de horror, Chamado de Cthulhu procura retratar a filosofia de Lovecraft de um universo sombrio onde a humanidade existe, mas representa um papel insignificante. Os jogadores se divertem com os momentos de tensão tentando adiar o derradeiro fim.  

1 comentário em “Chamado de Cthulhu – Sandy Petersen, Lynn WillisAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *