Centro de Cultura e Arte Negra – Joana Maria Ferreira Da Silva

Centro de Cultura e Arte Negra – Joana Maria Ferreira Da Silva

Esta obra analisa a trajetória do Centro de Cultura e Arte Negra, organização que atuou na capital de São Paulo e foi uma das primeiras entidades negras a trabalhar a ideia da negritude – isto é, a importância da consciência étnica. Analisando suas duas principais fases (1971-1974 e 1976-1981), a autora mostra a origem da entidade, sua proposta de ação, a maneira pela qual o teatro foi utilizado como instrumento de conscientização e de denúncia, a criação do Jornegro – veículo importantíssimo para o movimento negro – e as atividades educacionais e culturais empreendidas por seus membros. Aponta, ainda, alguns motivos para o encerramento do Cecan, entre eles o fato de a entidade ter ficado restrita exclusivamente à comunidade negra.

Esta obra analisa a trajetória do Centro de Cultura e Arte Negra, organização que atuou na capital de São Paulo e foi uma das primeiras entidades negras a trabalhar a ideia da negritude – isto é, a importância da consciência étnica. Analisando suas duas principais fases (1971-1974 e 1976-1981), a autora mostra a origem da entidade, sua proposta de ação, a maneira pela qual o teatro foi utilizado como instrumento de conscientização e de denúncia, a criação do Jornegro – veículo importantíssimo para o movimento negro – e as atividades educacionais e culturais empreendidas por seus membros. Aponta, ainda, alguns motivos para o encerramento do Cecan, entre eles o fato de a entidade ter ficado restrita exclusivamente à comunidade negra.

 

1 comentário em “Centro de Cultura e Arte Negra – Joana Maria Ferreira Da SilvaAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *