Carlota em Weimar – Thomas Mann

Compartilhe:
Thomas Mann, um dos escritores mais importantes do século, pela extensão e profundidade de sua obra, nasceu em Lübeck, na Alemanha, num domingo, 6 de junho de 1875. Desde Os Buddenbrook, seu primeiro romance, escrito aos 26 anos, adquiriu consagração mundial. A ele seguiram-se títulos como Tonio Kroger, Morte em Veneza e A montanha mágica. Lotte em Weimar, segundo opinião unânime da crítica, é um de seus textos mais perfeitos, belos e representativos. Constitui, na produção de Thomas Mann, uma espécie de intervalo, já que foi criado entre o terceiro e o quarto romances do ciclo bíblico de José e seus irmãos. A ideia de fazê-lo, no entanto, já era antiga, pois Mann sempre nutriu por Goethe uma admiração sem limites, tendo-lhe dedicado diversos ensaios.
Esse romance gira em torno de Charlotte, a heroína do Werther de Goethe. A ação tem início numa manhã em fins de setembro de 1816, na qual Charlotte, já sexagenária, viúva, acompanhada de uma filha, chega à corte de Weimar com o propósito de se entrevistar com o poeta que desapareceu de seu convívio tantos anos antes, a fim de tecer com a matéria dos seus amores uma novela que os tornaria famosos. Por suas páginas desfilam os principais acontecimentos da época, vistos pelo Goethe ministro de Estado. A personalidade do poeta é analisada por vários de seus íntimos, como o filho e o camareiro Mager. E seu retrato mais interessante é oferecido pelo secretário Riemer. Filólogo especializado em estudos clássicos, morando há 13 anos em Weimar, ele se considera mais uma vítima de Goethe, já que renunciou a uma carreira de professor em Rostock para prosperar à sombra do poeta, e só encontrou indiferença na casa dele.

Quer baixar rapidamente e sem propaganda? Torna-se nosso patrono clicando aqui

(Visited 446 times, 1 visits today)
Compartilhe:

Send a Comment

Your email address will not be published.

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Gostou do epubr.club? Por favor, espalhe a palavra :)