Bola de Sebo e Outros Contos – Guy de Maupassant

Bola de Sebo e Outros Contos – Guy de Maupassant

Bola de Sebo e outros contos reúne textos escritos nos anos de 1883 e 1884, à excessão dos contos “O Horla”, de 1887, e “Bola de Sebo”, de 1880. Nestes escritos, Maupassant explora, com observação detalhada e mordaz ironia, a realidade do final do século XIX na Terceira República Francesa. Desde sua capital, Paris, uma das mais importantes cidades de então, referência em modernidade e cosmopolistismo, cenário de contos como “O passeio”, até “Mohammed Bandalho”, na Argélia, então colônia francesa, Maupassant revela uma dupla abordagem do homem: por um lado, o meio, influenciando e sendo influenciado por ele; e, por outro, a própria psicologia das personagens, que, a partir de seus conflitos, veem seus anseios e crenças serem realizados ou, não raro, frustrados. A oposição entre estes dois planos pode ser observada nas novelas “O Horla” e “Bola de Sebo”, onde a dicotomia entre o interior das personagens e as diversas situações com as quais devem lidar chega aos seus extremos, a loucura e a hipocrisia, diante de uma realidade cada vez mais dinâmica, e onde a explicação científica é cada vez mais influente na vida e no comportamento humanos.

 Bola de Sebo e Outros Contos – Guy de Maupassant Guy de Maupassant

Bola de Sebo e outros contos reúne textos escritos nos anos de 1883 e 1884, à excessão dos contos “O Horla”, de 1887, e “Bola de Sebo”, de 1880. Nestes escritos, Maupassant explora, com observação detalhada e mordaz ironia, a realidade do final do século XIX na Terceira República Francesa. Desde sua capital, Paris, uma das mais importantes cidades de então, referência em modernidade e cosmopolistismo, cenário de contos como “O passeio”, até “Mohammed Bandalho”, na Argélia, então colônia francesa, Maupassant revela uma dupla abordagem do homem: por um lado, o meio, influenciando e sendo influenciado por ele; e, por outro, a própria psicologia das personagens, que, a partir de seus conflitos, veem seus anseios e crenças serem realizados ou, não raro, frustrados. A oposição entre estes dois planos pode ser observada nas novelas “O Horla” e “Bola de Sebo”, onde a dicotomia entre o interior das personagens e as diversas situações com as quais devem lidar chega aos seus extremos, a loucura e a hipocrisia, diante de uma realidade cada vez mais dinâmica, e onde a explicação científica é cada vez mais influente na vida e no comportamento humanos.

 Bola de Sebo e Outros Contos – Guy de Maupassant Guy de Maupassant

1 comentário em “Bola de Sebo e Outros Contos – Guy de MaupassantAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *