Bobók – Fiódor Dostoiévski

Compartilhe:

Mais do que uma resposta de Dostoiévski aos críticos de seu romance Os demônios (1871), o conto Bobók, publicado no Diário de um escritor em 1873, é considerado por Mikhail Bakhtin “um microcosmo de toda a sua obra”, pois concentra, no tempo brevíssimo de um ”diálogo de mortos” num cemitério, os procedimentos fundamentais de sua literatura. Além da análise de Bakhtin, o volume inclui posfácio do tradutor Paulo Bezerra e oito desenhos de Oswaldo Goeldi.

 

(Visited 250 times, 1 visits today)
Compartilhe:

1 thought on “Bobók – Fiódor Dostoiévski

Comments are closed.