Blues – Robert Crumb

Blues – Robert Crumb

Blues é uma homenagem de Robert Crumb para a música “dos antigos” , em especial para a música negra norte-americana do inicio do século XX. Seres legendários como Robert Johson, Charçes Patton, Jelly Roll Morton e seus demônios passeiam por essas páginas, junto com todos aqueles gênios anônimos, amadores apaixonados por uma música verdadeiramente popular, anteriores aos esquemas comerciais da grande Indústria Cultural.
São histórias que Crumb foi construindo ao longo dos anos, que mostram e criticam as evoluções da música popular através do século XX. Howlin’Wolf e seus pares são reverenciados, Dizzy Gillespie, ou alguém parecido com ele, aparece com seu trompete, Jmmi Hendrix se alucina, e leva junto os amos de 1960, e Janis Joplin ganha de seu amigo Robert Crumb uma caapa histórica para o disco Cheap Trills.
O resultado é que esta antologia, preparada especialmente para o Brasil, é também uma edição histórica, a primeira no planeta a reunir tanto as HQs “musicais” de Crumb quanto capas de discos, filipetas, anúncios e cartazes que o quadrinista fez nas últimas quatro décadas.
Este é o livro para todos aqueles que acreditam que a música existe para além da parada de sucessos.

Blues - Robert Crumb Blues é uma homenagem de Robert Crumb para a música “dos antigos” , em especial para a música negra norte-americana do inicio do século XX. Seres legendários como Robert Johson, Charçes Patton, Jelly Roll Morton e seus demônios passeiam por essas páginas, junto com todos aqueles gênios anônimos, amadores apaixonados por uma música verdadeiramente popular, anteriores aos esquemas comerciais da grande Indústria Cultural.
São histórias que Crumb foi construindo ao longo dos anos, que mostram e criticam as evoluções da música popular através do século XX. Howlin’Wolf e seus pares são reverenciados, Dizzy Gillespie, ou alguém parecido com ele, aparece com seu trompete, Jmmi Hendrix se alucina, e leva junto os amos de 1960, e Janis Joplin ganha de seu amigo Robert Crumb uma caapa histórica para o disco Cheap Trills.
O resultado é que esta antologia, preparada especialmente para o Brasil, é também uma edição histórica, a primeira no planeta a reunir tanto as HQs “musicais” de Crumb quanto capas de discos, filipetas, anúncios e cartazes que o quadrinista fez nas últimas quatro décadas.
Este é o livro para todos aqueles que acreditam que a música existe para além da parada de sucessos.

Robert Crumb

Por décadas, Robert Crumb vem sendo aclamado como gênio e revolucionário. O cartunista é um dos grandes heróis de contracultura e criador de clássicos como Mr. Natural, América, Blues e Fritz, The Cat (todos publicados no Brasil pela Conrad), Crumb nasceu na Filadélfia, em 30 de agosto de 1943. Começou sua carreira no início dos anos 60, na revista Help, dirigida por Harvey Kurtzman, o criador e editor do período mais anárquico e celebrado da revista Mad. Na Help, Crumb trabalhava ao lado de Terry Gillian que depois faria parte do grupo Monty Python e seria o diretor de filmes como Brasil e Fear and Loathing in Las Vegas….

1 comentário em “Blues – Robert CrumbAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *