Berço de Ouro – John Steinbeck

Berço de Ouro – John Steinbeck

O jovem Henry Morgan, cujos olhos “avistavam além da parede e viam coisas incorpóreas”, deixa a casa em Cambria depois de consultar o Mago Merlin e de ouvir o oráculo consultado pela velha mãe, Gwenliana. Em sua mente ainda ressoam as palavras de Dafydd, que depois de viajar pelas Índias voltou “a fim de chorar”. O Velho Robert, seu pai, continuou a contemplar seu destino, repassando as pequenas derrotas que dele escarneciam “como as crianças das ruas atormentam um aleijado”.

A simplicidade da narrativa deste primeiro romance de John Steinbeck, que alguns críticos até hoje rejeitam, remete o leitor na verdade às fantasias juvenis do autor, um apaixonado por histórias e lendas de piratas.

 Berço de Ouro – John Steinbeck John Steinbeck

 Berço de Ouro – John Steinbeck John Steinbeck   O jovem Henry Morgan, cujos olhos “avistavam além da parede e viam coisas incorpóreas”, deixa a casa em Cambria depois de consultar o Mago Merlin e de ouvir o oráculo consultado pela velha mãe, Gwenliana. Em sua mente ainda ressoam as palavras de Dafydd, que depois de viajar pelas Índias voltou “a fim de chorar”. O Velho Robert, seu pai, continuou a contemplar seu destino, repassando as pequenas derrotas que dele escarneciam “como as crianças das ruas atormentam um aleijado”.

A simplicidade da narrativa deste primeiro romance de John Steinbeck, que alguns críticos até hoje rejeitam, remete o leitor na verdade às fantasias juvenis do autor, um apaixonado por histórias e lendas de piratas.


 Berço de Ouro – John Steinbeck John Steinbeck