Azul é a cor mais quente - Julie Maroh Julie Maroh

Azul é a cor mais quente – Julie Maroh

A Martins Fontes – selo Martins lança Azul é a cor mais quente, tradução da novela gráfica Le bleu est une couleur chaude, da francesa Julie Maroh.

 Azul é a cor mais quente - Julie Maroh Julie Maroh

A Martins Fontes – selo Martins lança Azul é a cor mais quente, tradução da novela gráfica Le bleu est une couleur chaude, da francesa Julie Maroh. O livro conta a história de Clementine, uma jovem de 15 anos que descobre o amor ao conhecer Emma, uma garota de cabelos azuis. Através de textos do diário de Clementine, o leitor acompanha o primeiro encontro das duas e caminha entre as descobertas, tristezas e maravilhas que essa relação pode trazer.
A novela gráfica foi lançada na França em 2010, já tem diversas versões, incluindo para o inglês, espanhol, alemão, italiano e holandês, e ganhou, em 2011, o Prêmio de Público do Festival Internacional de Angoulême. Além disso, foi filmada em 2012 pelo franco-tunisiano Abdelatiff Kechiche e levou a Palma de Ouro, prêmio mais importante do Fsem apontar regras ou gêneros.

Julie Maroh nasceu na cidade de Lens, França, em 1985. Formou-se em artes visuais e estreou em 2011 como autora de graphic novels com Le bleu est un couleur chaude – história que começou a ser desenvolvida quando Maroh tinha apenas 19 anos. A quadrinista é ativista do movimento pelos direitos dos homossexuais, e mantém contato com seus leitores no site www.juliemaroh.com, apresentando e discutindo diversos assuntos, de quadrinhos a política.

 Azul é a cor mais quente - Julie Maroh Julie Maroh

1 comentário em “Azul é a cor mais quente – Julie MarohAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *