Filosofia

As Ideias Têm Consequências – Richard M. Weaver

Em um livro que se tornou um clássico, Richard M. Weaver diagnostica impiedosamente as doenças de nossa época, oferecendo uma solução realista. Ele afirma que o mundo é inteligível e que o homem é livre. As catástrofes de nossa época não são produto da necessidade, mas de decisões pouco sábias. Uma cura, ele sugere, é possível. Ela encontra-se no uso correto da razão, na renovada aceitação de uma realidade absoluta e no reconhecimento de que as ideias – como as ações – têm consequências.

Segundo o próprio autor, trata-se de mais um livro sobre a dissolução do Ocidente. A ideia defendida por Weaver é de que as consequências que agora estamos sofrendo não são produto da necessidade biológica ou de qualquer outro tipo, mas de escolhas tolas. Para ele, o verdadeiro – e espantoso – problema é fazer com que os homens sejam capazes de distinguir entre o melhor e o pior.

Sobre o autor

Richard M. Weaver Foi professor de língua inglesa na Universidade de Chicago, além de filósofo político, historiador das ideias, crítico cultural e autoridade em retórica moderna. Socialista na juventude, tornou-se conservador (por vezes classificado como “libertário-conservador”), embora sua tese de doutorado – sob a orientação de John Crowe Ransom, fundador do New Criticism – tenha sido uma crítica ao humanismo de Irving Babbitt. Fez estudos de pós-doutorado em Harvard, na Sorbonne e na Louisiana State University, onde foi colega de Eric Voegelin. Assinou o primeiro artigo da edição de estreia do periódico acadêmico Modern Age, fundado por Russell Kirk. Conservadores como William F. Buckley Jr. e o próprio Kirk foram assumidamente influenciados por escritos de Weaver.

(Visited 14 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Powered by: Wordpress