As Casas de Armas de Isher – A. E. Van Vogt

As Casas de Armas de Isher – A. E. Van Vogt

No ano de 4784 o Universo era inteiramente dominado pelo Império de Isher, governado com poderes absolutos pela bela e jovem Imperatriz Innelda. Mergulhada em jogos e prazeres, a ditadura de Innelda levou Isher à beira de um desastre cósmico. Para evitar a destruição de bilhões de seres humanos espalhados pelas colônias existentes nos outros planetas e luas, surgiram aparentemente do nada cadeias de inquietantes e misteriosas lojas de armas, que traziam na fachada um estranho lema: “O direito de comprar armas é o direito de ser livre”. Essas lojas protegidas por uma enorme força energética, absolutamente intransponível, faziam parte de uma sociedade secreta, de oposição à ditadura, que vendia suas armas aos cidadãos ameaçados.

ae-van-vogt (616 x 925) (308 x 462)No ano de 4784 o Universo era inteiramente dominado pelo Império de Isher, governado com poderes absolutos pela bela e jovem Imperatriz Innelda. Mergulhada em jogos e prazeres, a ditadura de Innelda levou Isher à beira de um desastre cósmico. Para evitar a destruição de bilhões de seres humanos espalhados pelas colônias existentes nos outros planetas e luas, surgiram aparentemente do nada cadeias de inquietantes e misteriosas lojas de armas, que traziam na fachada um estranho lema: “O direito de comprar armas é o direito de ser livre”. Essas lojas protegidas por uma enorme força energética, absolutamente intransponível, faziam parte de uma sociedade secreta, de oposição à ditadura, que vendia suas armas aos cidadãos ameaçados.

Sobre o Autor

Alfred Elton van Vogt (Winnipeg, 26 de abril de 1912 — Hollywood, 26 de janeiro de 2000) foi um escritor Canadense de ficção científica. Muitos fãs daquela era consideravam Van Vogt, Robert A. Heinlein e Isaac Asimov como os três melhores escritores de ficção científica.

Era dourada da ficção científica

Foi um dos escritores de ficção científica mais famosos da década de 1940, que é considerada a Era Dourada deste tipo de livros. Começou a sua carreira de escritor com pequenos trabalhos publicados em revistas, mas decidiu mudar e escrever algo que lhe interessava, ficção científica. Em 1941 decidiu tornar-se num escritor a tempo inteiro e desistiu do seu trabalho no Departamento da Defesa Canadense. Durante alguns anos van Vogt escreveu um grande número de “short stories”. Na década de 1950 muitos desses livros foram agrupados formando pequenas séries ou “fixups”. Este termo foi inventado por van Vogt e começou a ser usado no vocabulário de ficção científica.

Depois da guerra

Em 1944, van Vogt mudou-se para Hollywood, Califórnia, onde o seu método de escrita se modificou, depois da Segunda Guerra Mundial. Profundamente afetado pela revelação de estados totalitários que emergiram depois da Segunda Guerra Mundial, Van Vogt escreveu uma série que tomava lugar na China Comunista. Van Vogt disse que os seus sonhos eram uma das principais fontes de ideias para os seus livros. Durante a sua vida de escritor acordava a cada 90 minutos para escrever o que havia sonhado.

Nos últimos anos da sua vida, Van Vogt permaneceu em Hollywood, com a sua segunda mulher, Lydia Bereginsky. Neste período final da sua vida escreveu maioritariamente séries compostas apenas por um livro, que, no geral, mostravam as dificuldades de Van Vogt de acompanhar o ritmo de evolução da ficção científica.

Alfred Elton van Vogt morreu em consequência do mal de Alzheimer.

 

1 comentário em “As Casas de Armas de Isher – A. E. Van VogtAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *