Arrecife – Juan Villoro

Arrecife – Juan Villoro

Neste romance que mostra como o crime organizado se tornou parte do cotidiano do México, Juan Villoro confirma por que é considerado o principal escritor vivo de seu país. Tendo perdido boa parte da memória em consequência do abuso de todo tipo de drogas na juventude, Tony Góngora aceita o convite de seu melhor amigo, Mario Müller, para trabalhar num resort no Caribe mexicano. Nesse hotel de luxo, Mario empenhou todos os seus sonhos de transformar a realidade oferecendo aos clientes uma experiência extrema: o perigo controlado. Os turistas vão para o resort mais do que dispostos a encarar situações-limite e violência em pequenas doses. A programação recreativa inclui sequestros-relâmpago e encontros com guerrilheiros. A proposta é entrar em contato com uma emoção eletrizante para em seguida voltar a se afundar tranquilamente no sofá de casa. Tudo vai bem até que um mergulhador do hotel aparece morto com um arpão atravessado nas costas. Nesta história de crime, mas principalmente de amizade, amor e redenção, Juan Villoro mostra por que é considerado o maior escritor mexicano vivo.

Neste romance que mostra como o crime organizado se tornou parte do cotidiano do México, Juan Villoro confirma por que é considerado o principal escritor vivo de seu país. Tendo perdido boa parte da memória em consequência do abuso de todo tipo de drogas na juventude, Tony Góngora aceita o convite de seu melhor amigo, Mario Müller, para trabalhar num resort no Caribe mexicano. Nesse hotel de luxo, Mario empenhou todos os seus sonhos de transformar a realidade oferecendo aos clientes uma experiência extrema: o perigo controlado. Os turistas vão para o resort mais do que dispostos a encarar situações-limite e violência em pequenas doses. A programação recreativa inclui sequestros-relâmpago e encontros com guerrilheiros. A proposta é entrar em contato com uma emoção eletrizante para em seguida voltar a se afundar tranquilamente no sofá de casa. Tudo vai bem até que um mergulhador do hotel aparece morto com um arpão atravessado nas costas. Nesta história de crime, mas principalmente de amizade, amor e redenção, Juan Villoro mostra por que é considerado o maior escritor mexicano vivo.

1 comentário em “Arrecife – Juan VilloroAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *