cover

Aqueles que se Afastam de Ormelas – Ursula K. Le Guin

Fala de uma cidade chamada Omelas, pacífica, esplendorosa, repleta de felicidade, a joia mais perfeita. É um lugar difícil de imaginar, mas eis que a autora nos relata mais um detalhe sobre ele: “Em um porão sob um dos belos prédios públicos de Omelas, ou talvez na adega de uma das suas espaçosas residências particulares, existe um quarto com uma porta trancada e sem janelas”. Nesse quarto há uma criança. Ela está mal nutrida e abandonada. Vive em constante sofrimento.

Fala de uma cidade chamada Omelas, pacífica, esplendorosa, repleta de felicidade, a joia mais perfeita. É um lugar difícil de imaginar, mas eis que a autora nos relata mais um detalhe sobre ele: “Em um porão sob um dos belos prédios públicos de Omelas, ou talvez na adega de uma das suas espaçosas residências particulares, existe um quarto com uma porta trancada e sem janelas”. Nesse quarto há uma criança. Ela está mal nutrida e abandonada. Vive em constante sofrimento.

1 comentário em “Aqueles que se Afastam de Ormelas – Ursula K. Le GuinAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *