Anatomia de uma Derrota – Paulo Perdigão

Anatomia de uma Derrota – Paulo Perdigão

O livro definitivo sobre a derrota brasileira na final da Copa do Mundo de 1950. Reúne, além de uma análise minuciosa dos acontecimentos e do Brasil da década de 50, a narração do jogo, o depoimento dos jogadores e uma análise exaustiva do significado do jogo que marcou a vida brasileira no século XX. Como diz João Máximo, na apresentação do livro: “(…) Em duas palavras, é obra definitiva: depois dela nada mais poderá ser acrescentado à crônica de 16 de julho de 1950, como nada se pôde acrescentar à tragédia dos Cluter depois de A Sangue Frio. Anatomia de uma derrota foi considerado um dos melhores livros do ano em 1985, quando foi lançado. Assim a imprensa se manifestou quando do lançamento deste livro: “Um dos dez melhores livros do ano! A tragédia da derrota do Brasil na Copa de 50, em pleno Maracanã, é reconstituída em detalhes e explicada num estudo emocionante e bem fundamentado. Um livro admirável!” (Revista Veja) “Um extraordinário talento para investigar tragédias ilumina essa bela leitura de cabeceira. Uma reconstituição poucas vezes conseguida na crônica esportiva.” (Revista IstoÉ) “Nada falta neste livro sobre a perda do Campeonato Mundial pelo Brasil em 1950, incluindo a reprodução de toda a transmissão radiofônica da grande final Brasil x Uruguai. Uma monografia exaustiva, obsessiva, na ânsia de se completar.” (O Globo) “A seriedade da pesquisa resultou num livro escrito com sensibilidade e competência. Nele está não só o drama, mas o seu cenário social, político, psicológico. Um documento precioso!” (O Estado de São Paulo) “Uma narrativa apaixonante até para quem não se interessa por futebol.”

O livro definitivo sobre a derrota brasileira na final da Copa do Mundo de 1950. Reúne, além de uma análise minuciosa dos acontecimentos e do Brasil da década de 50, a narração do jogo, o depoimento dos jogadores e uma análise exaustiva do significado do jogo que marcou a vida brasileira no século XX. Como diz João Máximo, na apresentação do livro: “(…) Em duas palavras, é obra definitiva: depois dela nada mais poderá ser acrescentado à crônica de 16 de julho de 1950, como nada se pôde acrescentar à tragédia dos Cluter depois de A Sangue Frio. Anatomia de uma derrota foi considerado um dos melhores livros do ano em 1985, quando foi lançado. Assim a imprensa se manifestou quando do lançamento deste livro: “Um dos dez melhores livros do ano! A tragédia da derrota do Brasil na Copa de 50, em pleno Maracanã, é reconstituída em detalhes e explicada num estudo emocionante e bem fundamentado. Um livro admirável!” (Revista Veja) “Um extraordinário talento para investigar tragédias ilumina essa bela leitura de cabeceira. Uma reconstituição poucas vezes conseguida na crônica esportiva.” (Revista IstoÉ) “Nada falta neste livro sobre a perda do Campeonato Mundial pelo Brasil em 1950, incluindo a reprodução de toda a transmissão radiofônica da grande final Brasil x Uruguai. Uma monografia exaustiva, obsessiva, na ânsia de se completar.” (O Globo) “A seriedade da pesquisa resultou num livro escrito com sensibilidade e competência. Nele está não só o drama, mas o seu cenário social, político, psicológico. Um documento precioso!” (O Estado de São Paulo) “Uma narrativa apaixonante até para quem não se interessa por futebol.”

1 comentário em “Anatomia de uma Derrota – Paulo PerdigãoAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *