Anatomia da Crítica – Northrop Frye

Anatomia da Crítica – Northrop Frye

Anatomia da Crítica é considerada a obra mais influente de Northrop Frye. Em quatro ensaios, o autor formula um tratado a respeito dos objetivos, dos princípios e das técnicas da crítica literária, assim como das convenções da literatura. Para ele, a literatura não consiste numa série de obras individuais, mas sim num conjunto integrado de formas. A tarefa do crítico seria identificá-las, reconhecendo seus padrões e recorrências.
Sobre o autor

Northrop Frye foi um dos mais importantes críticos literários do século XX, tornou-se mundialmente conhecido enquanto ainda era estudante. Opondo-se à corrente do New Criticism, analisou os clássicos da literatura ocidental a partir, especialmente, dos modelos literários bíblicos. Estudou filosofia e teologia na Universidade de Toronto, sendo ordenado ministro pela United Church of Canada, e prosseguiu com os estudos na Universidade de Oxford. Foi professor em Harvard e membro honorário da Academia Britânica, da Academia Americana de Artes e Ciências e da Sociedade Filosófica Americana. Das inúmeras obras literárias que analisou, consta a novela Dão-Lalalão, do brasileiro Guimarães Rosa. Opôs-se à Guerra do Vietnã e ao apartheid sul-africano. É verbete da Enciclopédia Britânica. Harold Bloom é um dos muitos críticos decisivamente influenciados por ele.

Anatomia da Crítica é considerada a obra mais influente de Northrop Frye. Em quatro ensaios, o autor formula um tratado a respeito dos objetivos, dos princípios e das técnicas da crítica literária, assim como das convenções da literatura. Para ele, a literatura não consiste numa série de obras individuais, mas sim num conjunto integrado de formas. A tarefa do crítico seria identificá-las, reconhecendo seus padrões e recorrências.

Sobre o autor

Northrop Frye foi um dos mais importantes críticos literários do século XX, tornou-se mundialmente conhecido enquanto ainda era estudante. Opondo-se à corrente do New Criticism, analisou os clássicos da literatura ocidental a partir, especialmente, dos modelos literários bíblicos. Estudou filosofia e teologia na Universidade de Toronto, sendo ordenado ministro pela United Church of Canada, e prosseguiu com os estudos na Universidade de Oxford. Foi professor em Harvard e membro honorário da Academia Britânica, da Academia Americana de Artes e Ciências e da Sociedade Filosófica Americana. Das inúmeras obras literárias que analisou, consta a novela Dão-Lalalão, do brasileiro Guimarães Rosa. Opôs-se à Guerra do Vietnã e ao apartheid sul-africano. É verbete da Enciclopédia Britânica. Harold Bloom é um dos muitos críticos decisivamente influenciados por ele.

1 comentário em “Anatomia da Crítica – Northrop FryeAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *