A Vida Passada A Limpo – Carlos Drummond de Andrade

A Vida Passada A Limpo – Carlos Drummond de Andrade

Fazendo parte pela primeira vez do livro Poemas (1959), volume que então reunia praticamente toda a poesia publicada de Drummond, A vida passada a limpo apareceu entre alguns dos maiores livros não só da obra do mineiro, mas de toda a moderna lírica brasileira, como Alguma poesia, Sentimento do mundo, A rosa do povo, Claro enigma. O presente volume promete trazer uma nova leitura a esta reunião de poemas. Os poemas de A vida passada a limpo, diferentemente daqueles enfeixados em Sentimento do mundo (1940) e A rosa do povo (1945), os grandes momentos da lírica engajada de Drummond, tratam de temas menos calcados na observação do presente – embora sejam contundentes em sua visão de mundo. O amor, a linguagem, a memória e os afetos tomam a proa dessa lírica, trazendo alguns dos grandes poemas drummondianos como “Especulações em torno da palavra homem”, “Prece de mineiro no Rio”, “A um hotel em demolição”, entre outros.

Fazendo parte pela primeira vez do livro Poemas (1959), volume que então reunia praticamente toda a poesia publicada de Drummond, A vida passada a limpo apareceu entre alguns dos maiores livros não só da obra do mineiro, mas de toda a moderna lírica brasileira, como Alguma poesia, Sentimento do mundo, A rosa do povo, Claro enigma. O presente volume promete trazer uma nova leitura a esta reunião de poemas. Os poemas de A vida passada a limpo, diferentemente daqueles enfeixados em Sentimento do mundo (1940) e A rosa do povo (1945), os grandes momentos da lírica engajada de Drummond, tratam de temas menos calcados na observação do presente – embora sejam contundentes em sua visão de mundo. O amor, a linguagem, a memória e os afetos tomam a proa dessa lírica, trazendo alguns dos grandes poemas drummondianos como “Especulações em torno da palavra homem”, “Prece de mineiro no Rio”, “A um hotel em demolição”, entre outros.

1 comentário em “A Vida Passada A Limpo – Carlos Drummond de AndradeAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *