A Tristeza do Samurai – Víctor del Árbol

A Tristeza do Samurai – Víctor del Árbol

Neste premiado romance de Victor del Árbol, duas histórias paralelas – uma situada em 1981 e outra quarenta anos antes – vão se encaixando conforme o leitor reúne as peças de um quebra-cabeça de violência e crimes nunca esclarecidos.A advogada María Bengoechea se tornou conhecida por ter colocado detrás das grades o inspetor César Alcalá, num ruidoso caso ocorrido em Barcelona nos anos 1970. O escândalo, que ela considerava completamente resolvido, ressurge quase dez anos depois, quando María descobre que outros nomes estavam envolvidos – o de um político com passado sombrio, mas também o de seu próprio marido, um homem machista e violento, e até mesmo o de seu pai, um ermitão que se especializou em forjar espadas. Enquanto María investiga um rastro de sangue e silêncios, torna-se clara a relação com uma tentativa de assassinato de Guillermo Mola, um falangista, ocorrida quarenta anos antes, armado em parte pela sua esposa, Isabel. Pouco a pouco, torna-se claro como a vida destas duas mulheres fortes e corajosas estão interligadas. Ao reconstruir a Espanha da época do regime totalitário de Franco, e também do período da redemocratização, Victor del Árbol mostra como a linha de pensamento autoritária ainda persistia nas atitudes de muitos espanhóis no poder. A tristeza do samurai é, ao mesmo tempo, um romance policial cheio de reviravoltas e uma reflexão histórica sobre como as ações do passado repercutem no presente.

 A Tristeza do Samurai - Víctor del Árbol Víctor del Árbol

Neste premiado romance de Victor del Árbol, duas histórias paralelas – uma situada em 1981 e outra quarenta anos antes – vão se encaixando conforme o leitor reúne as peças de um quebra-cabeça de violência e crimes nunca esclarecidos.A advogada María Bengoechea se tornou conhecida por ter colocado detrás das grades o inspetor César Alcalá, num ruidoso caso ocorrido em Barcelona nos anos 1970. O escândalo, que ela considerava completamente resolvido, ressurge quase dez anos depois, quando María descobre que outros nomes estavam envolvidos – o de um político com passado sombrio, mas também o de seu próprio marido, um homem machista e violento, e até mesmo o de seu pai, um ermitão que se especializou em forjar espadas. Enquanto María investiga um rastro de sangue e silêncios, torna-se clara a relação com uma tentativa de assassinato de Guillermo Mola, um falangista, ocorrida quarenta anos antes, armado em parte pela sua esposa, Isabel. Pouco a pouco, torna-se claro como a vida destas duas mulheres fortes e corajosas estão interligadas. Ao reconstruir a Espanha da época do regime totalitário de Franco, e também do período da redemocratização, Victor del Árbol mostra como a linha de pensamento autoritária ainda persistia nas atitudes de muitos espanhóis no poder. A tristeza do samurai é, ao mesmo tempo, um romance policial cheio de reviravoltas e uma reflexão histórica sobre como as ações do passado repercutem no presente.

Quer baixar rapidamente e sem propaganda? Faça sua assinatura clicando aqui

 A Tristeza do Samurai - Víctor del Árbol Víctor del Árbol

1 comentário em “A Tristeza do Samurai – Víctor del ÁrbolAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *