À sombra da lua: o mistério de Vila Socorro – Marcos DeBrito

À sombra da lua: o mistério de Vila Socorro – Marcos DeBrito

Ao longo de décadas, uma pequena cidade no interior de São Paulo, reduto da imigração italiana no Brasil, sofre com um mistério que assusta seus moradores: ataques violentos a pessoas e animais, sempre tarde da noite, resultando em corpos destroçados e sem vida encontrados ao nascer do sol. Em À sombra da lua, romance de estreia do cineasta Marcos DeBrito, os leitores são envolvidos em uma teia de mistério que começa na Grécia antiga e se estende até o século XX.

Tendo como prólogo a lenda do rei grego Licáon, que cometeu assassinato para testar a divindade de Zeus e foi transformado em lobo como castigo, o autor avança no tempo a fim de mostrar a chegada da família Cesari ao Porto de Santos: Bastiano, a mulher Clemenzia e as seis filhas do casal. Todos haviam deixado a Itália, que passava por um intenso processo de industrialização, em busca de uma vida melhor no novo continente.

O tempo passa e Bastiano consegue se estabelecer com a família em Vila Socorro, tendo seu próprio pedaço de terra e uma casa humilde reformada com as próprias mãos. A nova gravidez de Clemenzia e o nascimento do tão sonhado filho homem contribuíram para trazer ainda mais felicidade ao casal. O único elemento que destoava do clima de harmonia que reinava na família era um estranho hábito de Bastiano: uma vez por mês, ele saía pouco antes de o sol se pôr e passava a noite inteira fora, alegando que precisava ir até a cidade vizinha vender alguns produtos de sua horta.

Um dia, porém, uma tragédia faz com que a família Cesari caia em desgraça no vilarejo: Clemenzia e as seis filhas são encontradas mortas, com os corpos retalhados, e Bastiano é flagrado com um machado nas mãos, diante de um aterrorizado Álvaro, o filho caçula que havia escapado da fúria do assassino. Taxado de louco e considerado culpado pela morte da mulher e das filhas, Bastiano é alvo da fúria da população e termina linchado, com o corpo enterrado em uma cova isolada no cemitério da cidade.

Álvaro permanece em Vila Socorro e, 27 anos depois da chegada de seus pais ao Brasil, apaixona-se por Alana, filha do médico da cidade e única herdeira de uma das famílias da alta sociedade local. O que ele não sabe é que a jovem corresponde ao seu amor. Mas não é só o clima de romance que ronda o vilarejo: os moradores estão em pânico com as mortes frequentes causadas pelo ataque de uma criatura misteriosa e cobram das autoridades uma solução. Reunindo elementos que não deixam a desejar em relação a grandes nomes do terror, como Anne Rice, Marcos DeBrito constrói uma narrativa envolvente, que surpreende os leitores até a última página.

 

À sombra da lua: o mistério de Vila Socorro - Marcos DeBritoAo longo de décadas, uma pequena cidade no interior de São Paulo, reduto da imigração italiana no Brasil, sofre com um mistério que assusta seus moradores: ataques violentos a pessoas e animais, sempre tarde da noite, resultando em corpos destroçados e sem vida encontrados ao nascer do sol. Em À sombra da lua, romance de estreia do cineasta Marcos DeBrito, os leitores são envolvidos em uma teia de mistério que começa na Grécia antiga e se estende até o século XX.

 

Tendo como prólogo a lenda do rei grego Licáon, que cometeu assassinato para testar a divindade de Zeus e foi transformado em lobo como castigo, o autor avança no tempo a fim de mostrar a chegada da família Cesari ao Porto de Santos: Bastiano, a mulher Clemenzia e as seis filhas do casal. Todos haviam deixado a Itália, que passava por um intenso processo de industrialização, em busca de uma vida melhor no novo continente.

 

O tempo passa e Bastiano consegue se estabelecer com a família em Vila Socorro, tendo seu próprio pedaço de terra e uma casa humilde reformada com as próprias mãos. A nova gravidez de Clemenzia e o nascimento do tão sonhado filho homem contribuíram para trazer ainda mais felicidade ao casal. O único elemento que destoava do clima de harmonia que reinava na família era um estranho hábito de Bastiano: uma vez por mês, ele saía pouco antes de o sol se pôr e passava a noite inteira fora, alegando que precisava ir até a cidade vizinha vender alguns produtos de sua horta.

 

Um dia, porém, uma tragédia faz com que a família Cesari caia em desgraça no vilarejo: Clemenzia e as seis filhas são encontradas mortas, com os corpos retalhados, e Bastiano é flagrado com um machado nas mãos, diante de um aterrorizado Álvaro, o filho caçula que havia escapado da fúria do assassino. Taxado de louco e considerado culpado pela morte da mulher e das filhas, Bastiano é alvo da fúria da população e termina linchado, com o corpo enterrado em uma cova isolada no cemitério da cidade.

 

Álvaro permanece em Vila Socorro e, 27 anos depois da chegada de seus pais ao Brasil, apaixona-se por Alana, filha do médico da cidade e única herdeira de uma das famílias da alta sociedade local. O que ele não sabe é que a jovem corresponde ao seu amor. Mas não é só o clima de romance que ronda o vilarejo: os moradores estão em pânico com as mortes frequentes causadas pelo ataque de uma criatura misteriosa e cobram das autoridades uma solução. Reunindo elementos que não deixam a desejar em relação a grandes nomes do terror, como Anne Rice, Marcos DeBrito constrói uma narrativa envolvente, que surpreende os leitores até a última página.

 

1 comentário em “À sombra da lua: o mistério de Vila Socorro – Marcos DeBritoAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *