A Negação – Sigmund Freud

A Negação – Sigmund Freud

Partindo da palavra “não” em relatos de pacientes, Freud escreveu um de seus textos mais importantes e densos, que até hoje provoca debates entre as mais diversas linhas da psicanálise e mesmo da filosofia. Escrito em 1925, A negação incorpora a então recente descoberta da pulsão de morte, além de discutir temas como subjetivo-objetivo, representação-percepção, real-não-real, e a própria origem do pensamento. A tradução e os comentários ao texto são de Marilene Carone e James Strachey. O volume reúne ainda um posfácio inédito de Vladimir Safatle e uma entrevista com Newton da Costa.

Partindo da palavra “não” em relatos de pacientes, Freud escreveu um de seus textos mais importantes e densos, que até hoje provoca debates entre as mais diversas linhas da psicanálise e mesmo da filosofia. Escrito em 1925, A negação incorpora a então recente descoberta da pulsão de morte, além de discutir temas como subjetivo-objetivo, representação-percepção, real-não-real, e a própria origem do pensamento. A tradução e os comentários ao texto são de Marilene Carone e James Strachey. O volume reúne ainda um posfácio inédito de Vladimir Safatle e uma entrevista com Newton da Costa.  

1 comentário em “A Negação – Sigmund FreudAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *