A Garota da Terra do Vento – Crônicas do Mundo Emerso #01 – Licia Troisi

A Garota da Terra do Vento – Crônicas do Mundo Emerso #01 – Licia Troisi

Criada por um armeiro e envolta pelo mistério de nunca ter conhecido sua mãe, Nihal vive na Terra do Vento e passa seus dias brincando de fazer guerra com um grupo de amigos. A vida da jovem muda quando a torre onde vive é invadida e ela presencia a morte de Livon, o homem que a criou e que tanto amou. Disposta a vingar o extermínio de seu povo e a proteger os inocentes das tropas do tirano, Nihal decide tornar-se uma guerreira de verdade.

Criada por um armeiro e envolta pelo mistério de nunca ter conhecido sua mãe, Nihal vive na Terra do Vento e passa seus dias brincando de fazer guerra com um grupo de amigos. A vida da jovem muda quando a torre onde vive é invadida e ela presencia a morte de Livon, o homem que a criou e que tanto amou. Disposta a vingar o extermínio de seu povo e a proteger os inocentes das tropas do tirano, Nihal decide tornar-se uma guerreira de verdade.

37 comentários em “A Garota da Terra do Vento – Crônicas do Mundo Emerso #01 – Licia TroisiAdicione o seu →

  1. Ah eu já tendo a baixar series. Assim como baixo tudo de fantasia. Uma serie de fantasia é impossível não baixar!! Exilado, tem previsão para os outros da serie?

  2. Li, adorei e recomendo. Btw, esse é alguma tipo de correção ou só repostagem mesmo? E também, Sr. Exilado, você pretende postar a série 'As Guerras do Mundo Emerso', que é a continuação das Crônicas?

  3. tenho essa trilogia completa e a próxima depois dessa também tenho que é As Guerras do Mundo Emerso e agora ta saindo mais ainda não tenho Lendas do Mundo Emerso ta na fila de compras hehehe…

  4. Já fui mais fã desse tipo de literatura de fantasia fantástica, mas depois que descobri Guerra dos Tronos, passei a ter uma certa intolerancia com o gênero…

  5. Coleção espetacular.Apesar de ser classificado como fantasia, o livro cria um enredo político consistente, dentro do cenário criado pela autora. Não é um livro tão juvenil, afinal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *