A Doida do Candal – Camilo Castelo Branco

A Doida do Candal – Camilo Castelo Branco

Quando Simão Peixoto ameaça a sua irmã Lúcia com o convento para que possa ficar com as heranças que por direito são dela, esta pede ajuda ao seu primo Marcos Freire. Com ajuda de José Osório este consegue retirá-la para casa de umas parentes. Furioso, Simão quer vingança, e tanto provoca Marcos que acaba por se bater em duelo com ele, matando-o. Quando a notícia chega a Maria da Nazaré, com quem Marcos tem um filho, esta enlouquece, ficando conhecida como a doida do Candal.

Novela camiliana que os críticos literários inserem no grupo das mais perfeitas criações do escritor. Foi um grande sucesso crítico e comercial para o autor, no entanto, não é tão conhecida como outras obras de Camilo como o “Amor de perdição”, “Amor de salvação” ou “O romance de um homem rico”.

Quando Simão Peixoto ameaça a sua irmã Lúcia com o convento para que possa ficar com as heranças que por direito são dela, esta pede ajuda ao seu primo Marcos Freire. Com ajuda de José Osório este consegue retirá-la para casa de umas parentes. Furioso, Simão quer vingança, e tanto provoca Marcos que acaba por se bater em duelo com ele, matando-o. Quando a notícia chega a Maria da Nazaré, com quem Marcos tem um filho, esta enlouquece, ficando conhecida como a doida do Candal.

Novela camiliana que os críticos literários inserem no grupo das mais perfeitas criações do escritor. Foi um grande sucesso crítico e comercial para o autor, no entanto, não é tão conhecida como outras obras de Camilo como o “Amor de perdição”, “Amor de salvação” ou “O romance de um homem rico”.