A Cor Púrpura – Alice Walker

A Cor Púrpura – Alice Walker

O livro narra a comovente trajetória de uma mulher negra na racista América do início do século passado. A Cor Púrpura é um romance feminista sobre a força e dignidade do espírito humano. Aline Walker foi vencedora do Prêmio Pulitzer em 1983.

A comovente história da adolescente negra começa em uma pequena cidade na Geórgia (EUA) em 1909. Celie, uma jovem com apenas 14 anos é violentada pelo pai e se torna mãe de duas crianças. Além de perder a capacidade de engravidar, Celie imediatamente é separada dos filhos e da única pessoa no mundo que a ama, sua irmã. Ela é doada por seu pai a “Sinhô”, que a trata mais como escrava do que como esposa. Grande parte da brutalidade com que Sinhô a trata provêm por alimentar uma forte paixão por Docí Avery, uma sensual cantora de blues, que foi sua amante e tem grande influência na vida de Celie. Celie fica muito solitária e compartilha sua tristeza em cartas (a única forma de manter a sanidade em um mundo onde poucos a ouvem), primeiramente com Deus e depois com a irmã Nettie, que se tornou missionária na África. Conforme a trama se desenvolve, Celie revela seu espírito brilhante, ganhando consciência do seu valor e das possibilidades que o mundo lhe oferece.

O livro é narrado em primeira pessoa e tem uma linguagem bastante peculiar de uma “quase analfabeta”.

O livro narra a comovente trajetória de uma mulher negra na racista América do início do século passado. A Cor Púrpura é um romance feminista sobre a força e dignidade do espírito humano. Aline Walker foi vencedora do Prêmio Pulitzer em 1983.

A comovente história da adolescente negra começa em uma pequena cidade na Geórgia (EUA) em 1909. Celie, uma jovem com apenas 14 anos é violentada pelo pai e se torna mãe de duas crianças. Além de perder a capacidade de engravidar, Celie imediatamente é separada dos filhos e da única pessoa no mundo que a ama, sua irmã. Ela é doada por seu pai a “Sinhô”, que a trata mais como escrava do que como esposa. Grande parte da brutalidade com que Sinhô a trata provêm por alimentar uma forte paixão por Docí Avery, uma sensual cantora de blues, que foi sua amante e tem grande influência na vida de Celie. Celie fica muito solitária e compartilha sua tristeza em cartas (a única forma de manter a sanidade em um mundo onde poucos a ouvem), primeiramente com Deus e depois com a irmã Nettie, que se tornou missionária na África. Conforme a trama se desenvolve, Celie revela seu espírito brilhante, ganhando consciência do seu valor e das possibilidades que o mundo lhe oferece.

O livro é narrado em primeira pessoa e tem uma linguagem bastante peculiar de uma “quase analfabeta”.

Edição Portuguesa

1 comentário em “A Cor Púrpura – Alice WalkerAdicione o seu →

  1. Tenho o livro, mas ainda não li, acho que o ebook agora vai facilitar… o filme é uma obra prima, recomendo para quem não assistiu. Fiquem atentos a cena da música Miss Celie's Blues (Sister), inesquecível.

  2. Um livro forte e que toca profundamente as questões de discriminação racial e sexual. Uma leitura dele foi feita em 1985, por Steven Spielberg. São obras complementares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *