Ficção Científica

A Cidade Inteira Dorme e outros contos breves – Ray Bradbury

A cidade inteira dorme é uma coletânea de treze contos dos mais representativos do prolífico e premiado Ray Bradbury, em tradução de Deisa Chamahum Chaves e com prefácio de Carlos Vogt. Ray Bradbury não gosta de ser referido como autor de ficção científica. E por um bom motivo: ele não é um autor de ficção científica. Ao menos segundo o senso comum sobre o gênero, baseado em fantasias futuristas nas quais a descrição dos artefatos, da tecnologia, é fundamental. Ao contrário, em Bradbury o fundamental é a condição humana de seus personagens. Ele usa as convenções do gênero fantástico para tornar nosso fantasmas mais reais. Nas narrativas incluídas em “A cidade inteira dorme e outros contos breves”, o ficcionista norte-americano oscila entre o terror psicológico, as alegorias mágicas e a invenção de mundos alternativos – às vezes fundindo-se num único relato, mas sempre fazendo com que a imaginação seja um elemento inerente à realidade.

(Visited 139 times, 1 visits today)

  • Sr. exilado
    11 de outubro de 2012 - 15:22 | Permalink

    A Cidade Inteira Dorme – e outros contos breves – Ray Bradbury

    A cidade inteira dorme é uma coletânea de treze contos dos mais representativos do prolífico e premiado Ray Bradbury, em tradução de Deisa Chamahum Chaves e com prefácio de Carlos Vogt. Ray Bradbury não gosta de ser referido como autor de ficção científica. E por um bom motivo: ele não é um autor de ficção científica. Ao menos segundo o senso comum sobre o gênero, baseado em fantasias futuristas nas quais a descrição dos artefatos, da tecnologia, é fundamental. Ao contrário, em Bradbury o fundamental é a condição humana de seus personagens. Ele usa as convenções do gênero fantástico para tornar nosso fantasmas mais reais. Nas narrativas incluídas em "A cidade inteira dorme e outros contos breves", o ficcionista norte-americano oscila entre o terror psicológico, as alegorias mágicas e a invenção de mundos alternativos – às vezes fundindo-se num único relato, mas sempre fazendo com que a imaginação seja um elemento inerente à realidade.

  • Silvio
    11 de outubro de 2012 - 15:38 | Permalink

    Oba, contos do Bradbury

  • Elcio
    11 de outubro de 2012 - 17:31 | Permalink

    quanto mais do mestre, melhor. hahaha

    vlw

  • Flávio
    11 de outubro de 2012 - 17:47 | Permalink

    Baixando!!!

  • thiago
    11 de outubro de 2012 - 18:02 | Permalink

    Estou para começar a leitura num exemplar físico. vou baixar para ter o digital também e ver se é a mesma tradução.

  • Sergio
    11 de outubro de 2012 - 18:23 | Permalink

    Completando a coleção do mestre Ray Bradbury… baixando.

  • André
    11 de outubro de 2012 - 18:29 | Permalink

    Bradbury nunca é demais, que venham os outros.

  • antomio
    11 de outubro de 2012 - 18:41 | Permalink

    Gosto muito de contos. Atė para ler em conluio com romances grandes.

    Baixando este.

  • Alan
    11 de outubro de 2012 - 18:49 | Permalink

    esse deve ser bom

  • Leandro Ernani
    11 de outubro de 2012 - 19:03 | Permalink

    Terror psicológico de Bradbury, vale a pena ler, com certeza.

  • Emerson
    11 de outubro de 2012 - 20:55 | Permalink

    Sem comentários, um mestre da literatura.

  • ncerveira
    12 de outubro de 2012 - 02:31 | Permalink

    Obrigado.

  • Ítalo
    12 de outubro de 2012 - 04:37 | Permalink

    Pela sinopse, parece valer a pena. Vai para a lista!

  • Milton
    12 de outubro de 2012 - 05:28 | Permalink

    Mais um Bradbury. Obrigado.

  • Marcos
    12 de outubro de 2012 - 08:30 | Permalink

    Ray Bradbury… eh muito bom…. mais um… bem vindo!!!!

  • eric
    12 de outubro de 2012 - 10:41 | Permalink

    Gosto muito deste tipo de conto. Obrigado.

  • Fábio
    12 de outubro de 2012 - 19:12 | Permalink

    baixando, entrando no mundo dos contos.

  • frakal
    12 de outubro de 2012 - 19:46 | Permalink

    Ideal para se ler no metrô, na volta para casa, de preferência numa noite chuvosa como hoje…

  • Francisco
    13 de outubro de 2012 - 00:55 | Permalink

    Sinopse instigante. Realmente Ray é muito mais que um "autor de ficção científica" – não que isso desmereça alguém, muito pelo contrário! Vale a pena ler o texto do Grande Isaac Asimov (ajoelhe-se em reverência!!) no primeiro número da Isaac Asimov Magazine brasileira sobre o que é ser um escritor de FC. A propósito, resgatar as edições da revista seria maravilhoso, já estão fora de catálogo há milênios e todas as minhas foram sugadas por algum buraco negro, snif…

  • Rafael
    13 de outubro de 2012 - 06:20 | Permalink

    Mais Bradbury! Muito bom!

  • carlos
    13 de outubro de 2012 - 06:59 | Permalink

    esse é o autor do cronicas marcianas não é?

  • euler
    13 de outubro de 2012 - 12:29 | Permalink

    este danilo é violento… 10.000 poits!

    eita!

    • Eduardo
      14 de outubro de 2012 - 15:21 | Permalink

      quando vi assustei tambem… huahauh

  • Gustavo
    13 de outubro de 2012 - 16:54 | Permalink

    Obrigado.

  • Carla
    14 de outubro de 2012 - 11:58 | Permalink

    Bora conferir..

  • Wellingtom
    14 de outubro de 2012 - 21:36 | Permalink

    Meu tio leu,falou muito bem,tenho que ler.

  • Helio
    14 de outubro de 2012 - 21:42 | Permalink

    Caramba Exilado, parabéns, muitos livros do Bradbury!

  • Marcos
    15 de outubro de 2012 - 07:36 | Permalink

    Muito terror… valeu exilado!!!

  • Alcides
    15 de outubro de 2012 - 09:02 | Permalink

    Valeu exilado

  • Thomas
    15 de outubro de 2012 - 13:01 | Permalink

    esse livro aparenta ser bom!

  • Thomas
    15 de outubro de 2012 - 13:01 | Permalink

    quero ler este livro!

  • Zeze
    16 de outubro de 2012 - 07:10 | Permalink

    mais um para a lista

  • Heloyse
    16 de outubro de 2012 - 16:03 | Permalink

    Quero ler!!

  • Big
    16 de outubro de 2012 - 19:50 | Permalink

    Ray Bradbury era realmente um escritor singular, foi por muito tempo erroneamente identificado como escritor de ficção científica por ter recorrido a temas relacionados a viagens espaciais ou outras questões futuristas em muitas de suas obras. Era um escritor capaz de transitar pela ficção, pelo terror, pelo suspense mas que pode ser melhor qualificado como um mestre da fantasia. Bradbury conseguia partir da narrativa de uma situação por vezes absolutamente trivial e transportar o leitor para um mundo onde o inusitado ocupa o lugar central. Tive oportunidade de ler vários de seus livros mais antigos (na época em que os livros impressos reinavam sem concorrentes) e posso recomendar todos eles. É um prazer constatar que a Biblioteca do Exilado está resgatando a obra de Ray Bradbury e só posso agradecer e parabenizar nosso anfitrião por isso. Que venham mais e mais volumes para essa coleção.

  • celso felipe
    17 de outubro de 2012 - 17:57 | Permalink

    Para quem se interessar mais na obra do escritor eu achei pela internet esse podcast sobre literatura que fala sobre ele, a discussão é muito boa.

    http://programagw.podomatic.com/player/web/2012-0

  • 19 de outubro de 2012 - 14:54 | Permalink

    Opa… mais um pra coleção!!!

    Valeu Exilado

  • Michel Romanesque
    19 de outubro de 2012 - 18:28 | Permalink

    Obrigado mais uma vez.

  • nandocmmc
    20 de outubro de 2012 - 06:48 | Permalink

    Mais uma obra para a minha vasta coleção… Obrigado!!!

  • Roujiach
    20 de outubro de 2012 - 07:54 | Permalink

    Obrigado. Vou ler futuramente.

  • Alex
    22 de outubro de 2012 - 18:13 | Permalink

    Fantastico

  • RockWizard
    24 de outubro de 2012 - 11:53 | Permalink

    Obrigado pelo excelente post. Ray B. é sempre uma ótima leitura.

  • Glauber
    24 de outubro de 2012 - 13:01 | Permalink

    Se eu continuar baixando livros desse jeito vou ter que comprar um servidor na Noruega pra armazená-los! HUIAHASIUHASUIHAS

    Valeu Exilado!

  • Felipe
    25 de outubro de 2012 - 07:44 | Permalink

    Excelente Exilado! Baixando…

  • Cristina
    27 de outubro de 2012 - 07:58 | Permalink

    Excelente!

    Valeu Exilado!

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
    Powered by: Wordpress