A Chave de Sarah – Tatiana de Rosnay

A Chave de Sarah – Tatiana de Rosnay

Best-seller na França, com mais de 500 mil exemplares vendidos em todo o mundo. O livro traz à tona um dos episódios mais vergonhosos da história francesa: a prisão em massa de judeus parisienses no verão de 1942, quando quase 13 mil pessoas foram capturadas pela polícia francesa. Levados para o Vélodrome d’Hiver, uma antiga arena de ciclismo, próxima à Torre Eiffel, eles ficaram detidos por uma semana antes de serem enviados de trem para Auschwitz.
No livro, a protagonista é uma jornalista americana que vive na França, designada para cobrir o 60º aniversário do Vel d’Hiv, episódio do qual ela nunca ouvira falar até então. Ao apurar os fatos, a repórter constata que o apartamento para o qual ela planeja se mudar pertenceu a uma família judia, uma das muitas brutalmente arrancadas de casa pela polícia do governo colaboracionista francês. Michel, filho mais novo, se esconde em um armário, e Sarah o tranca lá dentro. Ela fica com a chave, acreditando que em poucas horas estará de volta. “A Chave de Sarah” retrata a sofrida jornada da menina em busca de sua liberdade: dos terríveis dias em campos de concentração aos momentos de tensão na clandestinidade, e, por fim, seu paradeiro após a guerra. E à medida que a trajetória de Sarah é revelada, mais segredos são desenterrados.

Best-seller na França, com mais de 500 mil exemplares vendidos em todo o mundo. O livro traz à tona um dos episódios mais vergonhosos da história francesa: a prisão em massa de judeus parisienses no verão de 1942, quando quase 13 mil pessoas foram capturadas pela polícia francesa. Levados para o Vélodrome d’Hiver, uma antiga arena de ciclismo, próxima à Torre Eiffel, eles ficaram detidos por uma semana antes de serem enviados de trem para Auschwitz.
No livro, a protagonista é uma jornalista americana que vive na França, designada para cobrir o 60º aniversário do Vel d’Hiv, episódio do qual ela nunca ouvira falar até então. Ao apurar os fatos, a repórter constata que o apartamento para o qual ela planeja se mudar pertenceu a uma família judia, uma das muitas brutalmente arrancadas de casa pela polícia do governo colaboracionista francês. Michel, filho mais novo, se esconde em um armário, e Sarah o tranca lá dentro. Ela fica com a chave, acreditando que em poucas horas estará de volta. “A Chave de Sarah” retrata a sofrida jornada da menina em busca de sua liberdade: dos terríveis dias em campos de concentração aos momentos de tensão na clandestinidade, e, por fim, seu paradeiro após a guerra. E à medida que a trajetória de Sarah é revelada, mais segredos são desenterrados.

 

1 comentário em “A Chave de Sarah – Tatiana de RosnayAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *