A carne e o sangue – Mary del Priore

Compartilhe:

No Brasil do século XIX, as esposas eram responsáveis pelos filhos e pela linhagem – portanto, pelo sangue. Enquanto isso, as amantes proporcionavam prazer – logo, a carne. Representante do primeiro grupo, a imperatriz D. Leopoldina era uma mulher pura, dedicada ao casamento e obediente ao marido, D. Pedro I. O imperador, por sua vez, não se poupava de ter inúmeras relações extraconjugais. Entre suas amantes, Domitila era conhecida como “a favorita”. Dizia-se que ela era a encarnação de todos os vícios – luxúria, ambição e ignorância.
Em A carne e o sangue, Mary del Priore reinventa a maneira de contar a história e nos leva a um conteúdo inédito, revelando detalhes do triângulo amoroso formado por D. Pedro I, D. Leopoldina e Domitila.
Com um texto envolvente, a autora presenteia o leitor com cartas de D.Pedro I à amante e à esposa, e de Leopoldina ao marido e à irmã. Nelas, apelidos e intrigas são apenas alguns dos ingredientes de uma trama efervescente e atual, em que erotismo e ciúme são expostos em paralelo com a história do Brasil e da cidade do Rio de Janeiro.

(Visited 25 times, 1 visits today)
Compartilhe:

7 thoughts on “A carne e o sangue – Mary del Priore

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *