A Batalha de Moscou – Andrew Nagorski

A Batalha de Moscou – Andrew Nagorski

Em plena Segunda Guerra Mundial, no outono de 1941, dois exércitos gigantescos lutaram ferozmente nas estradas que levavam a Moscou. No campo de batalha, o comando estava nas mãos dos tiranos Adolf Hitler e Joseph Stalin, que davam ordens sem hesitar em mandar milhares para a morte.

“A Batalha de Moscou”, que oficialmente durou de 30 de setembro de 1941 até 20 de abril de 1942, por pouco não teve resultado diferente. Os alemães chegaram muito perto de conquistar a capital da poderosa União Soviética. Mas os russos conseguiram, por fim, defender a cidade e o embate marcou o primeiro fracasso da tática de blitzkrieg dos exércitos de Hitler. A partir dali, a guerra seria outra para a Alemanha nazista.

Apesar de seu papel decisivo no período inicial da Segunda Guerra Mundial, e também do que ela revelou sobre a natureza dos gigantes totalitários que se enfrentaram, essa batalha ainda não tinha recebido a atenção merecida. Este livro trata de como Stalin transformou em vitória o que parecia uma debandada, do preço humano daquela vitória e de como ela preparou o palco para tudo que se seguiu, tanto em termos de lutas quanto dos primeiros embates diplomáticos entre Stalin e o Ocidente com relação ao futuro de uma Europa no pós-guerra.

Em plena Segunda Guerra Mundial, no outono de 1941, dois exércitos gigantescos lutaram ferozmente nas estradas que levavam a Moscou. No campo de batalha, o comando estava nas mãos dos tiranos Adolf Hitler e Joseph Stalin, que davam ordens sem hesitar em mandar milhares para a morte.

“A Batalha de Moscou”, que oficialmente durou de 30 de setembro de 1941 até 20 de abril de 1942, por pouco não teve resultado diferente. Os alemães chegaram muito perto de conquistar a capital da poderosa União Soviética. Mas os russos conseguiram, por fim, defender a cidade e o embate marcou o primeiro fracasso da tática de blitzkrieg dos exércitos de Hitler. A partir dali, a guerra seria outra para a Alemanha nazista.

Apesar de seu papel decisivo no período inicial da Segunda Guerra Mundial, e também do que ela revelou sobre a natureza dos gigantes totalitários que se enfrentaram, essa batalha ainda não tinha recebido a atenção merecida. Este livro trata de como Stalin transformou em vitória o que parecia uma debandada, do preço humano daquela vitória e de como ela preparou o palco para tudo que se seguiu, tanto em termos de lutas quanto dos primeiros embates diplomáticos entre Stalin e o Ocidente com relação ao futuro de uma Europa no pós-guerra.