A Arte da Sedução – Robert Greene

A Arte da Sedução – Robert Greene

Houve um tempo em que só se chegava ao poder através da violência. Reis e imperadores conquistavam o próprio posto e, de quebra, o império do vizinho usando a guerra ou golpes de Estado bastante sangrentos. Sem lugar nesta sociedade em que só se vencia no muque, as mulheres começaram a usar armas mais delicadas, mas igualmente fatais, para conseguir ter alguma influência. Figuras como Cleópatra, Helena de Tróia, a sereia chinesa Hsi Shi e Betsabá, do Velho Testamento, foram algumas das que perceberam as sutilezas da sedução. O livro A arte da sedução, de Robert Greene, mostra como homens poderosíssimos como o rei Davi, o troiano Páris, os imperadores Júlio César e Marco Antônio e o rei Fu Chai viram-se de repente completamente escravizados pelas mulheres que amaram.

Houve um tempo em que só se chegava ao poder através da violência. Reis e imperadores conquistavam o próprio posto e, de quebra, o império do vizinho usando a guerra ou golpes de Estado bastante sangrentos. Sem lugar nesta sociedade em que só se vencia no muque, as mulheres começaram a usar armas mais delicadas, mas igualmente fatais, para conseguir ter alguma influência. Figuras como Cleópatra, Helena de Tróia, a sereia chinesa Hsi Shi e Betsabá, do Velho Testamento, foram algumas das que perceberam as sutilezas da sedução. O livro A arte da sedução, de Robert Greene, mostra como homens poderosíssimos como o rei Davi, o troiano Páris, os imperadores Júlio César e Marco Antônio e o rei Fu Chai viram-se de repente completamente escravizados pelas mulheres que amaram.

1 comentário em “A Arte da Sedução – Robert GreeneAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *