22 lugares em São Paulo que todo amante de livros precisa conhecer

22 lugares em São Paulo que todo amante de livros precisa conhecer

Fundada em 1827 a Faculdade de Direito Largo São Francisco foi por décadas a única instituição de ensino da área de humanas ficando conhecida por seus ilustres pensadores. Lá se formaram nomes como Castro Alves, José de Alencar, Monteiro Lobato, Hilda Hilst e Décio Pignatari.

A visita ao pátio e às arcadas são abertas ao público porém quem se interessar por desbravar espaços fechados como a biblioteca, o salão nobre, a sala São Leopoldo e o célebre tumulo de Júlio Frank pode participar de uma visita monitorada na última sexta-feira de cada mês. Para se inscrever basta ligar no (11) 3111-4053. A visita tem cerca de uma hora e meia de duração.

A Faculdade fica localizada no centro da cidade e você pode saber mais sobre ela aqui.

De livrarias a cemitério. Inspirado no livro Rotas literárias de São Paulo.

Iran Giusti, no BuzzFeed


 

1. Faculdade de Direito Largo São Francisco – Universidade de São Paulo

1

Fundada em 1827 a Faculdade de Direito Largo São Francisco foi por décadas a única instituição de ensino da área de humanas ficando conhecida por seus ilustres pensadores. Lá se formaram nomes como Castro Alves, José de Alencar, Monteiro Lobato, Hilda Hilst e Décio Pignatari.

A visita ao pátio e às arcadas são abertas ao público porém quem se interessar por desbravar espaços fechados como a biblioteca, o salão nobre, a sala São Leopoldo e o célebre tumulo de Júlio Frank pode participar de uma visita monitorada na última sexta-feira de cada mês. Para se inscrever basta ligar no (11) 3111-4053. A visita tem cerca de uma hora e meia de duração.

A Faculdade fica localizada no centro da cidade e você pode saber mais sobre ela aqui.

2. Casa Guilherme de Almeida

2

Localizada no bairro do Pacaembu, a casa do poeta, tradutor, dramaturgo e jornalista Guilherme de Almeida preserva a história do célebre ex-morador e da cidade de São Paulo como poucos poucos lugares. Desconhecido do grande público, Guilherme foi nome importante na Revolução de 32 que marcou a cidade. Para saber mais clique aqui.

3. Instituto Goethe

3

O Goethe-Institut São Paulo é responsável por diversos eventos culturais que apresentam o intercâmbio entre a cultura do país com a alemã. Além dos eventos ligados ao ensino, música, literatura, esporte, teatro, culinária, arquitetura, ao cinema e ao meio ambiente, conta com aulas e certificados. Saiba mais aqui.

4. Museu da Língua Portuguesa

4

Referência internacional, o Museu da Língua Portuguesa, como o nome já indica, aborda a linguagem oral e escrita no país. Além do acervo, exposições temporárias de alto nível animam qualquer um. Não foi o suficiente para te convencer? Saiba então que ele fica no majestoso prédio da Estação da Luz, no centro de São Paulo. Mais informações aqui.

5. SESC Pompéia

5

Projetada pela arquiteta italiana Lina Bo Bardi a partir de uma antiga fábrica de tambores na Pompéia, a unidade do SESC é uma referência na rede e conta com uma programação intensa de shows, peças de teatro, exposições, atividades esportivas além de uma revistaria aberta ao público e uma grande biblioteca. Veja mais aqui.

6. Biblioteca de São Paulo

6

A biblioteca de São Paulo tem 4.257 m², cerca de 30 mil itens e é um prato cheio para os leitores paulistanos. Localizada no Parque da Juventude, antigo Carandiru, conta ainda com uma intensa programação cultural. Confira mais aqui.

7. Biblioteca Mário de Andrade

7

Considerada a maior biblioteca pública da cidade e a segunda maior biblioteca pública do país, a homenagem a um dos maiores nomes da literatura nacional foi fundada em 1925 no centro da cidade próxima a estação República do metrô. Reinaugurada em 2011, tornou disponível ao público as áreas de consulta das coleções fixas – Artes, Coleção Geral, Mapoteca e Raros e Especiais – e um auditório. Confira a programação completa aqui.

8. Reserva Cultural

8

Um dos espaços mais charmosos da cidade, a Reserva Cultural conta com um restaurante, uma lanchonete, salas de cinema e claro, uma livraria, que se dedica especialmente, a livros de cinema, fotografia e artes plasticas. Ainda por cima, está localizado no coração da cidade, no meio da pulsante Avenida Paulista, no prédio da Gazeta. Saiba mais aqui.

9. Cemitério da Consolação

9

Primeiro cemitério público da cidade, o cemitério da Consolação é praticamente uma exposição artística a céu aberto graças as esculturas de grandes nomes como Victor Brecheret e Ramos de Azevedo. Além das obras, estão enterrados lá figuras como Oswald e Mario de Andrade, Tarsila do Amaral e dona Olívia Penteado, uma das grandes apoiadoras do movimento modernista.

A visita do público pode ser feita de de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 18 horas também com a opção de visitas monitoradas as terças e sextas, às 9 horas ou 14 horas, com duração de uma hora e meia. Confira aqui.

10. CCSP

10

Com 46.500m² , o Centro Cultural São Paulo conta com quatro pavimentos e diversas bibliotecas, musicoteca e ainda uma gibiteca. Completando a programação, teatro, palestras, cursos e muito mais. Localizado entre as estações Vergueiro e Paraíso do metrô é talvez o espaço cultural mais democrático da cidade. Saiba mais aqui.

11. Sebo Desculpe a Poeira

11

O sebo é composto basicamente da biblioteca do jornalista Ricardo Lombardi, que resolveu começar o negócio se desfazendo de toda a sua coleção particular. Uma extensão do blog de mesmo nome que surgiu em 2007, também trabalha com revistas (edições especiais e coleções) e encomendas. Quase um sebo personalizado localizado no bairro de Pinheiros. Saiba mais aqui.

12. Livraria Cultura

12

Com unidades nos shoppings Bourbon, Iguatemi, Market Place, Villa Lobos, a Livraria Cultura é uma das redes mais conceituadas do país. Destaque ainda para a mega unidade do Conjunto Nacional, próximo a estação Consolação, que conta com setores de arte, tecnologia, música clássica, teatro, café e um cinema. Todas as unidades contam com programação de shows e palestras em seus auditórios. Saiba mais aqui.

13. Livraria da Vila

13

Fundada em 1985 no bairro da Vila Madalena, a Livraria da Vila é uma referencia em literatura e debates literários na cidade. Com a expansão que ocorre desde 2003, quando foi comprada pelo empresário Samuel Seibel, ganhou unidades no Jardins, Moema e nos shoppings Higienópolis, JK Iguatemi e Cidade Jardim. Confira a programação aqui.

14. Sebo Avalovara – Quarteirão da Palavra

14

Localizado no chamado “quarteirão da palavra” – trecho da Rua Pedroso de Morais, entre as ruas Inácio Pereira da Rocha e Cardeal Arcoverde, conhecido por seus vários sebos – o Avalovara chama atenção por seu piso de caquinho e grande quantidade de títulos. Saiba mais aqui.

15. Casa das Rosas

15

Localizada em um casarão no meio da Avenida Paulista, próximo a estação Brigadeiro do metrô, a Casa das Rosas é um espaço dedicado a literatura, em especial a poesia. Com apresentações e saraus, é um dos destinos mais interessantes da cidade. Saiba mais aqui.

16. Cooperifa

16

Fundado em 2001, o Cooperifa é um Sarau de Poesias localizado no Jardim Guarujá na extrema Zona Sul de São Paulo. Uma grande referência em cultura de periferia, acontece todas as quarta-feiras. Para saber mais veja aqui.

17. FNAC

17

Com três unidades em São Paulo (na Avenida Paulista, Pinheiros e Shopping Morumbi), a FNAC conta com uma extensa programação de show e debates, além de uma variedade de títulos gigante. Saiba mais aqui.

18. Biblioteca Monteiro Lobato

18

Localizada na Vila Buarque (próximo as estações República e Santa Cecília), a biblioteca Monteiro Lobato é dedicada aos pequenos leitores e conta com mais de 49 mil exemplares. Leia aqui.

19. Theatro Municipal de São Paulo

19

Sede da Semana de Arte Moderna de 22, o Theatro Municipal de São Paulo foi projetado pelos arquitetos Ramos de Azevedo, Cláudio Rossi e Domiziano Rossi em 1903 e inaugurado em 12 de Setembro de 1911. Você pode fazer visitas guiadas ou em grupo (também em inglês) e uma bela refeição no restaurante do espaço. Conheça aqui.

20. Centro Universitário Maria Antônia

20

Palco de confrontos durante a ditadura militar em 1968, o Centro Universitário Maria Antônia, no bairro de Higienópolis, era sede de alguns cursos de Humanas antes da criação da Cidade Universitária no Butantã e hoje contempla uma vasta biblioteca, palestras e exposições. Confira a programação completa aqui.

21. A Oficina da Palavra Casa Mário de Andrade

21

Quem espera encontrar itens do escritor Mário de Andrade vai perder a viagem. Na verdade a Oficina da Palavra Casa Mário de Andrade, localizada na Barra Funda, na casa onde viveu o ícone modernista é na verdade um espaço de cursos, saraus e palestras. Para saber a programação clique aqui.

22. Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin

22

A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, localizada na Cidade Universitária, foi criada em janeiro de 2005 para a coleção brasiliana do bibliófilo José Mindlin e sua esposa Guita doada pela família Mindlin à USP. No total são 32,2 mil títulos que correspondem a 60 mil volumes aproximadamente. De quebra você pode fazer compras na charmosa livraria João Alexandre Barbosa. Saiba mais sobre a biblioteca aqui.

2 comentários em “22 lugares em São Paulo que todo amante de livros precisa conhecerAdicione o seu →

  1. Triste notar que apenas um entre muitos está ao alcance direto da periferia. Quem deveria ser “aculturado” para realmente mudar o nosso pais continua distante dos pontos culturais da cidade. Parece estratégico, embora saiba que é apenas falta de urbanização inteligente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *