2018 Rumo ao Infinito – James Blish

2018 Rumo ao Infinito – James Blish

Lançado em 1956, They Shall Have Stars (também publicado sob o título Year 2018!) mesclou as histórias “Ponte” e “No Fim da Morte”. No futuro (o livro começa em 2013), a União Soviética ainda existe e a Guerra Fria continua. Como resultado, as liberdades civis no Ocidente são cada vez mais comprometidas, até que a sociedade toda se assemelha ao modelo soviético. Um senador americano, Bliss Wagoner, chefe da comissão mista do Congresso para voos espaciais, está determinado a fazer algo sobre isso. Com a pesquisa científica estagnada, principalmente porque o conhecimento ficou restrito, Wagoner concentra sua atenção nas teorias da “fringe science”. E financia o projeto de construção de uma “ponte” na superfície de Júpiter para fazer medições. Isto leva a uma grande descoberta que torna viáveis as viagens interestelares: a manipulação da gravidade (ou “spindizzy”). Outro projeto produz uma droga antienvelhecimento. Wagoner acaba acusado de traição, mas não antes de estabelecer colônias prósperas.
Politicamente, o livro expressa clara oposição ao macarthismo, que estava no auge quando foi escrito.
Foi posteriormente descrito como “mistura hábil de realidade humana e fantasia tecnológica”.

 2018 Rumo ao Infinito – James Blish James Blish

 2018 Rumo ao Infinito – James Blish James Blish   Lançado em 1956, They Shall Have Stars (também publicado sob o título Year 2018!) mesclou as histórias “Ponte” e “No Fim da Morte”. No futuro (o livro começa em 2013), a União Soviética ainda existe e a Guerra Fria continua. Como resultado, as liberdades civis no Ocidente são cada vez mais comprometidas, até que a sociedade toda se assemelha ao modelo soviético. Um senador americano, Bliss Wagoner, chefe da comissão mista do Congresso para voos espaciais, está determinado a fazer algo sobre isso. Com a pesquisa científica estagnada, principalmente porque o conhecimento ficou restrito, Wagoner concentra sua atenção nas teorias da “fringe science”. E financia o projeto de construção de uma “ponte” na superfície de Júpiter para fazer medições. Isto leva a uma grande descoberta que torna viáveis as viagens interestelares: a manipulação da gravidade (ou “spindizzy”). Outro projeto produz uma droga antienvelhecimento. Wagoner acaba acusado de traição, mas não antes de estabelecer colônias prósperas.
Politicamente, o livro expressa clara oposição ao macarthismo, que estava no auge quando foi escrito.
Foi posteriormente descrito como “mistura hábil de realidade humana e fantasia tecnológica”.

 2018 Rumo ao Infinito – James Blish James Blish

1 comentário em “2018 Rumo ao Infinito – James BlishAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *