gabriel

10 livros do Gabriel García Márquez que você precisa ler

Gabriel García Márquez foi um escritor, jornalista, editor, ativista e político colombiano. Considerado um dos principais autores do século XX, foi traduzido para o mundo todo, alcançando a marca de 40 milhões de títulos vendidos, em mais de 30 idiomas.

Gabu, como era carinhosamente conhecido, foi premiado pela literatura e mesmo depois de sua morte – em 2014 – continua vivo em todos que leem seus livros e compreendem sua escrita. Assim, o Guia da Semana lista 10 livros que você precisa ler. Confira:

O escritor colombiano morreu em 2014 e nos deixou uma literatura extremamente rica

Nathalia Tourais, no Guia da Semana

Gabriel García Márquez foi um escritor, jornalista, editor, ativista e político colombiano. Considerado um dos principais autores do século XX, foi traduzido para o mundo todo, alcançando a marca de 40 milhões de títulos vendidos, em mais de 30 idiomas.

Gabu, como era carinhosamente conhecido, foi premiado pela literatura e mesmo depois de sua morte – em 2014 – continua vivo em todos que leem seus livros e compreendem sua escrita. Assim, o Guia da Semana lista 10 livros que você precisa ler. Confira:


 

CEM ANOS DE SOLIDÃO

Em “Cem anos de solidão”, Gabriel García Márquez narra a história da família Buendía, uma estirpe de solitários que habitam a mítica aldeia de Macondo. A narrativa desenvolve-se em torno de todos os membros dessa família, com a particularidade de que todas as gerações foram acompanhadas por Úrsula, uma personagem centenária e uma matriarca conhecida.

MEMÓRIAS DE MINHAS PUTAS TRISTES

No ano em que completou os seus noventa anos, o autor-narrador destas memórias decidiu se presentear com uma noite de amor com uma adolescente virgem. E é assim, sem rodeios, que Gabriel García Márquez apresenta a história do velho jornalista que escolhe a luxúria para provar a si mesmo e ao mundo que ainda está vivo. Assim, o livro desfia as lembranças de vida desse solitário personagem, apresentando as aventuras sexuais deste senhor, que vai viver cerca de cem anos de solidão embotado e embrutecido, escrevendo crônicas e resenhas maçantes para um jornal provinciano, dando aulas de gramática para alunos tão sem horizontes quanto ele, e, acima de tudo, perambulando de bordel em bordel, dormindo com mulheres descartáveis.

CRÔNICA DE UMA MORTE ANUNCIADA

Neste livro, no sonho que Santiago Nasar acaba de ter, Plácida Linero – sua mãe, especialista em interpretar sonhos alheios – não pressentiu nada macabro. No entanto, de madrugada, Santiago vai ao encontro de uma morte certa. Passou uma noite de vinho e mulheres, rindo e compartilhando da devassidão com aqueles que serão seus carrascos. Assistiu às bodas de Angela Vicario, a noiva devolvida por não ter se mantido virgem até o casamento, e que mencionou o nome de Santiago quando quiseram saber, dela, a verdade.

NOTÍCIAS DE UM SEQUESTRO

García Márquez colheu depoimentos de dezenas de pessoas envolvidas no drama de sequestros ocorridos na Colombia em 1990, inclusive um deles ocorrido com uma amiga próxima. Mesclando histórias reais com ficção, o livro tem o objetivo de mostrar as diversas facetas da dramática situação vivida na Colômbia, especificamente a guerra do tráfico de drogas. Utilizando um estilo de reportagem, Gabriel García Márquez pretende oferecer ao leitor muita ação ao focalizar sua narrativa tanto no cotidiano dos cativeiros como nas negociações entre traficantes, nos parentes das vítimas e nas repercussões da vida dos colombianos.

O GENERAL EM SEU LABIRINTO

Romance inspirado na vida de Simón Bolívar, El Libertador. Impregnado das doutrinas de Rousseau, Montesquieu e Voltaire, Bolívar dedicou a vida a ‘romper a cadeia com que nos oprime o poder espanhol’. Fascinado pelo general que um dia sonhou com uma América Latina unificada e livre, desde o México à Terra do Fogo, García Márquez retraça o percurso de Bolívar tanto no plano físico quanto no espiritual, estabelecendo um paralelo entre sua viagem até Cartagena das Índias, de onde ele partiria rumo ao exílio, e sua jornada inevitável à morte.

RELATO DE UM NÁUFRAGO

Em 28 de fevereiro de 1955, oito tripulantes do destróier Caldas, da Marinha da Colômbia, caíram na água e desapareceram durante uma tormenta no Mar do Caribe. Apenas um deles sobreviveu, Luís Alexandre Velasco, que, após passar dez dias à deriva, sem comer nem beber, foi encontrado semimorto numa praia deserta do norte da Colômbia. Praticamente sequestrado pelas autoridades e colocado em um hospital naval, só lhe foi permitido falar nesse tempo a jornalistas do regime, e apenas um da oposição, disfarçado de médico, conseguiu entrevistá-lo. Em vinte sessões de seis horas diárias, Velasco relatou a tragédia para o então repórter iniciante Gabriel García Márquez, que descobriu que não acontecera tormenta alguma, e sim um acidente – o destróier levava contrabando e, tendo adernado por força dos ventos do mar agitado, a carga soltou-se e arrastou para o mar os oito marinheiros. A revelação do que realmente acontecera converteu-se imediatamente em denúncia política. O país foi tomado de grande alvoroço, que roubou do náufrago a sua glória e rendeu ao repórter o exílio.

DO AMOR E OUTROS DEMÔNIOS

Na história, publicada em 1994, García Márquez conta sobre uma jovem marquesa supostamente possuída por demônios que envolve-se com o padre espanhol encarregado de exorcizá-la.

VIVER PARA CONTAR

A autobiografia do autor narra sua vida na melhor tradição de seus emocionantes e perenes romances. Neste primeiro volume da autobiografia do Prêmio Nobel de Literatura, o leitor acompanhará as origens do realismo fantástico e da Colômbia, que ressurge na obra de García Márquez em uma narrativa comovente sobre o início de sua carreira.

REPORTAGENS POLÍTICAS

Nesta série de cinco volumes, reunindo a obra jornalística de Gabriel García Márquez, é possível entender o processo de formação de grandes romances do autor, muitos deles gerados a partir de suas reportagens. Os livros reúnem textos escritos em viagens, reportagens políticas, artigos sobre cinema e literatura, crônicas do cotidiano, entre outros, organizados por temática e cronologia.

O AMOR NOS TEMPOS DA CÓLERA

Ainda muito jovem, o telegrafista, violinista e poeta Gabriel Elígio Garciá se apaixonou por Luiza Márquez, mas o romance enfrentou a oposição do pai da moça, coronel Nicolas, que tentou impedir o casamento enviando a filha ao interior numa viagem de um ano. Para manter seu amor, Gabriel montou, com a ajuda de amigos telegrafistas, uma rede de comunicação que alcançava Luiza onde ela estivesse. Essa é a história real dos pais de Gabriel García Márquez e foi ponto de partida de ‘O amor nos tempos do cólera’, que acompanha a paixão do telegrafista, violinista e poeta Florentino Ariza por Fermina Daza.

1 comentário em “10 livros do Gabriel García Márquez que você precisa lerAdicione o seu →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *